• Nº1 na Opinião dos Clientes
  • Poupe até 50% face às óticas de rua
  • Envio Rápido 24h a 48h
  • -20% Óculos de Leitura

Apoio ao Cliente
Apoio ao Cliente

Degeneração macular (DMRI): o que é, sintomas e como prevenir

A degeneração macular é uma das doenças oculares mais preocupantes porque os seus danos são irreversíveis. Com maior incidência associada à idade avançada, por isso também é conhecida como DMRI, o tratamento da degeneração macular consiste na prevenção e deteção precoce para tentar retardar a sua progressão.

Degeneração macular nos olhos

O que é degeneração macular?

A degeneração macular é um distúrbio causado por danos nos vasos sanguíneos que irrigam a área mais sensível da retina: a mácula.

Sabe-se que na degeneração macular intervêm fatores genéticos e ambientais. Existem, portanto, uma série de fatores de risco que são:

  • Antecedentes familiares;
  • Ser mulher;
  • Ser de raça branca;
  • Fumar;
  • Ter uma dieta rica em gordura ou pobre em antioxidantes, especialmente carotenóides, bem como alguns outros micronutrientes;
  • Acredita-se que hipertensão ou glaucoma e olhos claros também sejam fatores que levam ao aparecimento da doença em idades mais precoces.

» Veja também: Sabia que uma das consequências de fumar é a perda de visão?

O mais recente tratamento de degeneração macular incorpora luteína e zeaxantina em suplementos e vitaminas para retardar a progressão da doença. Porém, nenhum tratamento permite a recuperação da visão já perdida, mais ou menos incapacitante dependendo do tipo de degeneração macular que o paciente apresenta e do seu grau de evolução.

Que sintomas tem?

Para falar sobre degeneração macular e dos seus sintomas, é necessário conhecer os tipos de degeneração macular que existem: seca e húmida.

Em ambos os casos, pode acontecer que não se experimente uma diminuição da acuidade visual ou áreas desfocadas do campo visual no início desta doença, por isso os check-ups periódicos são vitais para detetá-la a tempo e alargar o tempo para mantenha uma boa visão.

Os primeiros sintomas da degeneração macular são visão turva na área central do campo visual, mas não na periférica, às vezes manchas pretas nesta mesma área e, às vezes, as linhas retas podem aparecer curvas ou a profundidade pode ser percebida incorretamente ou o tamanho dos objetos que focalizamos dentro do centro do campo visual.

Tipos de degeneração macular

Degeneração macular seca

O sintoma mais característico da DMRI seca é a visão central turva, que nas fases iniciais melhora quando estamos num ambiente bem iluminado. As cores tendem a ficar opacas, mas se o problema começar ao mesmo tempo em ambos os olhos, o que é bastante comum, pode passar despercebido.

Conforme a doença progride, a região central torna-se cada vez menos clara até que precise de ter um rosto por perto para reconhecê-lo pelas suas características..

A perda de visão devido à degeneração macular seca ou atrófica geralmente não é tão grave quanto a causada pelo outro tipo de DMRI.

Degeneração macular húmida

A degeneração macular húmida é aquela que geralmente se manifesta com curvaturas nas linhas retas e manchas pretas (uma ou mais) na área central do campo visual. Essas manchas tendem a aumentar de tamanho, reduzindo cada vez mais a área de visão.

Este tipo de DMRI, se detetado precocemente, tem tratamento. Consiste em injeções intravítreas de certos medicamentos antiangiogénicos. Repetem-se algumas vezes ao ano e permitem evitar a cegueira em mais de 95% dos casos, recuperando parte da visão em um em cada três casos.

Como prevenir a degeneração macular?

A degeneração macular é comum após os 60 anos, embora possa manifestar-se mais cedo. Não causa cegueira total, mas causa cegueira funcional, sendo a causa mais frequente de cegueira na população com mais de 50 anos em países onde não existem dietas pobres em vitamina A.

Enquanto a DMRI seca tende a progredir lentamente, a DMRI húmida ou exsudativa tende a ter um início mais abrupto e sua taxa de progressão é imprevisível. No caso da degeneração macular húmida, ocorrem hemorragias e cicatrizes na mácula que fazem com que essas manchas pretas apareçam repentinamente e, até hoje, sem solução.

Sabe-se que nos casos em que a DMRI afeta apenas um olho, o outro olho será afetado em 5 anos. Todas essas razões fazem da prevenção o melhor tratamento aliado ao diagnóstico precoce.

Vitaminas para degeneração macular

Tendo em vista a alta incidência de degeneração macular na população adulta, alguns oftalmologistas sugerem que se comece a tomar suplementos específicos a partir dos 40 anos. Outros discordam.

No entanto, foram observados resultados encorajadores quando os suplementos são prescritos nas fases iniciais da DMRI. Esses suplementos geralmente contêm vitamina A, vários carotenos, Vitamina C, luteína, zeaxantina, cobre e zinco.

Dado que alguns desses nutrientes são prejudiciais em excesso e que existem dietas que já garantem um suporte suficiente, recomendamos que não consuma vitaminas para os olhos por si próprio, sem antes consultar o médico de família ou o oftalmologista. Eles dirão se precisa de todas essas substâncias ou apenas algumas e o padrão de uso ao longo do ano.

Peso e tensão saudáveis

São dois fatores de risco que, pelo menos até certo ponto, podemos controlar. Mas não se trata de perder peso ou cuidar da tensão arterial quando o dano na mácula já é evidente, mas desde a juventude, alongar ao máximo a idade inicial no caso de ter histórico familiar ou de se tornar uma pessoa longeva.

Proteção contra radiação ultravioleta

Como a possibilidade de degeneração macular aumenta com a idade, acredita-se que a exposição prolongada à radiação ultravioleta do sol pode ser outro fator que influencia a data de início da doença. Essa hipótese é reforçada pelo facto de que os olhos claros são mais suscetíveis à degeneração macular.

Portanto, precisa de ter uns bons óculos de sol e usá-los sempre que for aconselhável. Dependendo lo local onde vive, pode ser necessário usar lentes protetoras mesmo no dia a dia, no exterior.

A degeneração macular não causa cegueira total, mas causa cegueira funcional e o seu melhor tratamento é a prevenção. Embora seja verdade que no caso de degeneração macular húmida existe um novo tratamento promissor, mas só é aplicável nos casos detetados precocemente.

Portanto, uma vida saudável, exames oftalmológicos periódicos e uma consulta de urgência em caso de alguma alteração no campo visual ainda são as melhores armas contra a DMRI.


Artigos Relacionados

Pesquisa

Temas

Top 10 artigos

Top 10
Olhos Secos e Sensiveís com BioNatural Líquidos
Opiniones de Clientes en Lentes de Contacto 365
Apesar do elevado número de encomendas, todos os pedidos estão a ser expedidos com normalidade. Saiba mais »