Apoio ao Cliente
Apoio ao Cliente

Astigmatismo: o que é, causas, sintomas e tratamentos

Um dos problemas visuais mais comum é o astigmatismo, que também é considerado uma das patologias visuais que a população em geral sabe menos.

O astigmatismo consiste num defeito de refração que dificulta o foco dos objetos, produzindo assim, como consequência, uma visão turva.

O astigmatismo manifesta-se de duas formas:

  1. Regular ou corneal, produzido pela distorção da córnea.
  2. Irregular ou lenticular, produto da distorção da lente.

O que é o astigmatismo?

O astigmatismo regular ou corneal é o mais comum e consiste numa zona que apresenta uma curva proeminente e irregular numa direção o que prejudica a uniformidade e impede de focar adequadamente.

Em contraste, o astigmatismo irregular apresenta uma curva irregular da lente no olho. Ao contrário do regular, no presente caso a curva é dirigida em muitas direções.

O que você deve saber sobre astigmatismo

Os erros de refração são aqueles que ocorrem quando os raios de luz que atingem o olho não se concentram adequadamente na retina, causando visão turva. É importante estabelecer que outros fatores também aumentam esses defeitos ou erros de refração.

A forma da córnea, do olho ou rigidez que tem o cristalino, questão esta última relacionada com a idade, diminui consideravelmente a capacidade de foco do olho.

O astigmatismo, um dos erros refrativos mais comuns, gera-se porque a córnea não possui a mesma curvatura em todas as partes.

Portanto, a entrada de luz para o olho concentra-se em vários pontos da retina, resultando em visão distorcida e embaciada.

Os sintomas variam dependendo de:

  • A idade da pessoa que sofre e a sua acuidade visual;
  • O tipo de astigmatismo que ele possui e sua graduação.

Sendo um defeito de refração, o astigmatismo causa visão turva devido aos raios de luz que entram no olho e se distribuem em várias zonas.

A irregularidade da estrutura da córnea pode ser devido a diferentes razões, que podem variar de fatores hereditários a lesões, assim como ser produto de alguma intervenção cirúrgica, como cirurgias para combater a catarata ou um transplante.

Também existe a possibilidade de que ocorra devido a alguma doença, ou pelo aumento da pressão intraocular, afetando desta forma os nervos que se encontram na parte posterior.

Em resumo, na maioria de casos, as causas devem-se a fatores genéticos ou hereditários e é uma falha que permanece estável ao longo da vida de quem sofre.

Astigmatismo combinado

O astigmatismo é o defeito de refração mais comum na população, com uma prevalência de pelo menos 40%. Este manifesta-se de duas formas: por si só ou em combinação - mais comuns - com hipermetropia ou miopia.

Astigmatismo / hipermetropia ou astigmatismo hipermetrópico: nesta condição o olho foca as imagens em diferentes graus. A visão turva manifesta-se a qualquer distância especialmente com aqueles objetos que se encontram próximos.

Astigmatismo com miopia ou astigmatismo miópico: é um defeito refrativo que consiste em visão turva e distorcida, devido à deformação causada pelas curvaturas da córnea. Nesse caso, os eixos do olho concentram-se principalmente na miopia.

Nos dois casos, o astigmatismo combinado pode ser corrigido de diferentes maneiras: através de óculos com fórmula, com cirurgia a laser ou através de lentes intraoculares tóricas.

Sintomas mais comuns do Astigmatismo

Os sintomas podem variar dependendo da idade de quem sofre, do tipo de astigmatismo e da graduação presente. Quanto maior a graduação, mais distorcidas e borrosas o paciente vai ver as imagens.

Geralmente, o astigmatismo leve não apresenta sintomas graves. Os pacientes com esta graduação notam que a sua visão é ligeiramente turva, seja para focar objetos que estejam longe quer os que estejam próximos.

Também ocorre, quando este está combinado com outros defeitos – astigmatismo combinado – o olho realiza um esforço maior para focar os objetos causando fadiga ocular e olhos vermelhos, entre outros.

Astigmatismo sem sintomas

É possível ter astigmatismo e não ter sintomas? A resposta é sim.

Síntomas do Astigmatismo Mais Comuns

Embora não seja muito comum que aconteça, deve-se à capacidade de que o olho do paciente tem de focar as imagens. O responsável disto é o cristalino, que graças aos músculos ciliares e à sua elasticidade, faz alterações e acomoda a visão para perto ou longe.

Pacientes com miopia ou com astigmatismo e miopia não conseguem ver com clareza os objetos distantes. Ao contrário dos pacientes com astigmatismo e hipermetropia, que têm sintomas mais suaves e, muitas vezes, quase inexistentes.

No entanto, independentemente do defeito de refração e se este é combinado ou não, enquanto a córnea é irregular e a acomodação dependa principalmente dos músculos ciliares e da elasticidade e conseguir contrair de modo assimétrico, os sintomas manifestados são leves pelo que muitas vezes, quem sofre nem sequer se apercebe de que tem um problema de visão.

Tipos de Astigmatismo

Existem diferentes tipos de astigmatismo:

Irregular ou regular

No astigmatismo regular, o eixo que conduz os olhos encontram-se num ângulo reto. É o mais comum e facilmente corrigido.

No astigmatismo irregular, o eixo que conduz os olhos encontram-se num ângulo reto em relação ao outro. É difícil de corrigir.

Composto ou simples

No astigmatismo simples, as linhas focais estão sobre a retina encontrando-se por trás ou à frente desta. Assim, um dos eixos não tem graduação, chamado emetrope, e o outro sim, sendo este último onde se manifesta o astigmatismo combinado.

Astigmatismo Direto e Inverso

No direto, a refração mais baixa dá-se no eixo que se encontra na horizontal, enquanto a mais alta no eixo vertical. No sentido inverso, a refração mais baixa encontra-se no eixo vertical e a mais elevada no eixo horizontal.

Diagnóstico e tratamento de astigmatismo

O astigmatismo é detetado através de um exame visual, realizado por um oftalmologista que envolve um teste de refração.

Este defeito visual não tem cura, no entanto, pode ser corrigido através do uso de óculos com fórmula, lentes para astigmatismo (lentes tóricas) e até cirurgia refrativa a laser, que é recomendada quando o paciente tem astigmatismo com miopia ou com hipermetropia.

A cirurgia refrativa a laser é um procedimento simples de baixo risco, indolor e rápido, não exigindo um cuidado pós-operatório maior e requer, no máximo, um descanso de quatro dias.

Outra técnica para a correção do astigmatismo é a implantação de lentes intraoculares tóricas, que permite a correção definitiva da visão. Esta técnica as curvaturas e irregularidades do olho, melhorando assim a distorção e a visão turva quer ao perto como ao longe.

A colocação destas lentes melhoram a nitidez da visão do paciente e deve ser feita de forma precisa e cuidadosa porque estas são feitas com curvas personalizadas para cada caso.

Perguntas Frequentes

O astigmatismo tem cura?

O astigmatismo não tem cura mas pode ser corrigido através de procedimentos cirúrgicos a laser, implantes de lentes tóricas, lentes de contacto ou óculos com fórmula.

É possível prevenir o astigmatismo?

Ao ser um erro de refração, não é possível prevenir, no entanto, é importante que seja diagnosticado e proceder à correção do mesmo, deste modo impedirá que os sintomas aumentem com a passagem do tempo.

Com que idade um paciente com astigmatismo pode ser operado?

É recomendado os procedimentos cirúrgicos para corrigir o astigmatismo se realizem a partir dos 25 anos de idade porque desta forma a graduação terá estabilizado ou quando tiver passado um ano sem mudar.

O astigmatismo é hereditário?

O astigmatismo tem caráter congénito, pelo que os pais que sofram deste problema devem levar os seus filhos ao oftalmologista para detetar o erro de refração.

Pode-se operar uma criança com astigmatismo?

Os procedimentos cirúrgicos que têm como finalidade corrigir qualquer defeito de refração só podem realizar-se quando se a graduação estiver estabilizado pelo que a idade recomendada é de 25 anos. Não se recomendam operações a pacientes com menos de 20 anos de idade.

O astigmatismo só afeta adultos?

A maioria dos casos de astigmatismo são hereditários, por isso, é importante que as crianças realizem exames visuais. Frequentemente, os pais ficam surpreendidos ao saber que os seus filhos têm astigmatismo.

O astigmatismo piora ao passar muito tempo ao computador?

Estar muito perto ou muito tempo a assistir televisão, computador ou tablet não aumenta o astigmatismo.

As lentes de contacto não são uma opção por astigmatismo?

O astigmatismo pode ser corrigido com lentes de contacto. Embora existam muitas ideias pré-concebidas sobre o astigmatismo, é uma condição comum que pode ser facilmente corrigida.


Artigos Relacionados

Pesquisa

Temas

As lentes de Contacto Acuvue Vita confortáveis durante todod o mês de utilização
Lentes de Contacto Acuvue Vita

Top 10 artigos

Top 10

Olhos Secos e Sensiveis com Bio Natural
Líquidos hy-Care

Opiniones de Clientes en Lentes de Contacto 365
Apesar do elevado número de encomendas, todos os pedidos estão a ser expedidos com normalidade. Saiba mais »