• Nº1 na Opinião dos Clientes
  • Poupe até 50% face às óticas de rua
  • Envio Rápido 24h a 48h
  • -20% Óculos de Leitura

Apoio ao Cliente
Apoio ao Cliente

Gotas para os olhos: tipos e como usar

Tem algo a atrapalhar a sua visão? É fundamental comparecer a uma consulta oftalmológica para detectar os motivos do desconforto, curá-lo e evitar que volte a acontecer. Considere que, em muitas ocasiões, a solução é aplicar gotas, conforme orientação do médico.

Gotas para os olhos

Este tipo de tratamento alivia uma grande variedade de doenças oculares. Desde infeções graves até situações mais comuns, como irritações, olhos secos ou vermelhos. Dependendo da condição, elas podem ser obtidas com ou sem receita médica.

Isso será indicado pelo especialista após a avaliação do seu caso. Além disso, dependendo do medicamento, pode ser necessário usá-lo por um curto ou longo período de tempo. Da mesma forma, o importante é que siga as instruções do especialista, durante o tempo de uso.

O que são gotas e qual é a sua função?

É um medicamento oftalmológico líquido, indicado para tratar diversos problemas visuais. Especificamente, é uma combinação de substâncias que se apresenta na forma de uma suspensão estéril, com características aquosas ou oleosas.

Existem diferentes tipos, alguns genéricos e outros projetados para condições específicas, causadas pela exposição prolongada à poeira, ao computador ou ao sol. Embora, sendo mais específico, facilita o diagnóstico de doenças e, também, os processos terapêuticos.

Está disponível, geralmente em frascos pequenos. Desta forma, é fácil carregá-lo sempre na bolsa e aplicá-las quando precisar resolver o desconforto ou refrescar os olhos.

Tipos de gotas e seus usos

O desconforto ocular deve ser resolvido com gotas apropriadas. Devido às diferentes combinações químicas e ingredientes ativos, não é recomendável usar uma única amostra para diferentes condições, pois pode não encontrar alívio para o seu desconforto.

Além disso, algumas gotas são para uso específico, por isso é necessário ter a receita médica em mãos. Tendo isso em mente, é importante que conheça os três tipos de gotas mais comuns que existem, de acordo com as causas e sintomas do seu desconforto. Vamos ver:

1. Gotas sem receita médica

Use-as se sentir desconforto comum ou de baixo risco. Por exemplo, secura ou irritação. Para adquiri-las não é necessária a autorização ou prescrição de um oftalmologista. Algumas gotas deste tipo são:

Lágrimas artificiais

São grandes aliadas para lubrificar os olhos e tentar aumentar a acuidade visual. Sentirá que precisa delas quando os olhos estiverem cansados de tanto ler ou passar muito tempo exposto ao vento ou ao sol.

» Comprar: Lágrimas Artificiais

Para olhos vermelhos

Foi à piscina ou estava sentado perto de uma fogueira? É normal que veja os olhos exageradamente vermelhos. Escolha algumas gotas deste tipo, para reduzir os vasos sanguíneos da esclerótica. Aplique-os algumas vezes. Se se aperceber que o olho permanece igual, consulte o seu médico.

» Comprar: Gotas para Olhos Secos

Gotas para pessoas com alergia

Reduzem a quantidade de histamina que se instala nos tecidos dos olhos, devido ao efeito das alergias. Quando perceber que tem lacrimejamento excessivo, comichão ou irritação, use essas gotas.

Por outro lado, se a alergia for mais grave e precisar de gotas específicas, certamente precisará visitar um especialista para prescrever: gotas estabilizadoras de mastócitos, corticosteróides, anti-inflamatórios não esteróides ou anti-histamínicos orais.

» Comprar: Gotas para Pessoas com Alergias

2. Gotas com Prescrição

Têm um alto teor de agentes antibióticos na sua fórmula. Por esse motivo, antes de sua aplicação, é necessário que um oftalmologista determine o tipo de bactéria ou vírus que afeta a saúde visual do paciente. Em seguida, estabelecerá a substância apropriada e o método de uso.

Leve em consideração que o uso exagerado deste medicamento leva a sérios efeitos colaterais, como o aparecimento de outras patologias. Portanto, siga o conselho do especialista. Estas são as gotas de prescrição mais comuns no mercado:

Bactericidas

Combatem as bactérias que se alojam na camada externa do olho. Geralmente, uma das áreas mais afetadas é a córnea. Dada a sua importância, siga as instruções do oftalmologista. Este medicamento é uma alternativa à tetraciclina ou penicilina.

Bacteriostática

Estas impedem a propagação de bactérias, graças à ação exercida pelos agentes ativos nas infecções. O tratamento geralmente é prescrito acompanhado de outra gota para interromper o desconforto.

Antibióticos

São gotas que servem para complementar o tratamento de infeções. Dependendo do vírus ou bactéria, o médico indicará quais e como deve usá-los. Além disso, é provável combiná-las com um comprimido.

3. Gotas cicloplégicas

É usada diretamente por especialistas em saúde ocular, pois contém uma substância que serve para dilatar as pupilas. Encontrará:

Para irritação da íris

Como sabe, a íris controla naturalmente a dilatação das pupilas. No entanto, esta ação é afetada quando o órgão está irritado. Se este for o seu caso, o especialista irá prescrever este tipos de gotas.

Dilatação da pupila

Não são gotas prescritas como tratamento. Referimo-nos às gotas mais comuns usadas pelos profissionais antes de examinar o olho. São feitas para dilatar as pupilas e proceder ao respetivo diagnóstico durante um exame oftalmológico.

Inflamação da córnea

É uma gota anti-inflamatória criada para aliviar o desconforto causado, especificamente, pela inflamação da córnea causada por vírus e bactérias.

Gotas anestésicas

São usados antes de executar um procedimento cirúrgico. Isto significa que, logicamente, a única forma de proceder à sua aplicação é por prescrição médica. Além disso, é fundamental colocar a quantidade exata, pois em excesso podem causar outros desconfortos posteriormente.

Como colocar as gotas nos olhos

Não importa que tipo de gotas deseja aplicar. O que importa é que relaxe e seja os quatro passos seguintes. Verá que não será mais um desafio e ficará mais fácil aplicar gotas nos olhos.

Passo 1: siga as instruções

Geralmente, é imprescindível cumprir o cronograma e o número de gotas indicado. Se houver algum problema com isso, comunique imediatamente ao seu médico para que o tratamento possa ser adaptado.

Agora, outra indicação fundamental é esperar de 3 a 5 minutos para aplicar vários medicamentos na mesma área. Por outro lado, antes de sair da consulta pergunte ao seu médico se pode refrigerar as gotas, pois esta técnica é ideal para sentir a gota quando ela cai.

Passo 2: Prepare-se

Lave as mãos antes de manusear o conta-gotas e remova as lentes de contacto, a menos que seu oftalmologista tenha dito o contrário. Se estiver pronto, agite o recipiente antes de remover a tampa. Tenha cuidado, não toque na ponta, pois as bactérias se alojarão e o produto não funcionará.

Passo 3 – Coloque a substância com cuidado

Deixe de lado a ansiedade e coloque a cabeça para trás, olhando para cima. Pode ser útil olhar para um ponto específico no teto para evitar virar. Agora, com uma das mãos, puxe a pálpebra para baixo e aponte a gota nessa direção.

Em seguida, aperte suavemente o frasco, mantendo o pulso para que o líquido caia no lugar certo. Lembre-se de evitar qualquer contacto entre o frasco, o olho ou a pálpebra.

Se ocorrer um problema devido à ansiedade, use este método alternativo: peça ajuda a outra pessoa. Pode ser um familiar, amigo ou vizinho. Além disso, existem dispositivos que foram criados para auxiliar o paciente neste momento.

Passo 4 – Mantenha os olhos fechados e não pisque

Quando sentir as gotas a cair no olho, feche-o e aperte suavemente o canal lacrimal por um minuto ou dois. Desta forma, o globo ocular absorverá a substância. Em seguida, limpe as outras áreas que ficaram molhadas com um lenço limpo.

Pode precisar repetir as etapas 3 e 4 conforme indicado pelo seu oftalmologista. Não tenha medo e verá que cada vez será mais fácil. Acabe com esse momento amargo para alguns lavando as mãos antes de tocar o rosto ou outros medicamentos novamente.

Alguns efeitos colaterais do uso de gotas

Após colocar as gotas nos olhos afetados, é normal sentir-se um pouco atordoado pelo desconforto causado pela substância. Além disso, a sensação de comichão é muito comum, portanto, não use as mãos para aliviá-la. Deixe agir e logo passará.

Por outro lado, quando abrir os olhos, provavelmente verá uma mancha. Isso acontece por causa da quantidade de líquido que permanece dentro do olho. Mantenha-o aberto, tente focar nos objetos por conta própria e aos poucos verá tudo com mais clareza.

Por outro lado, é menos comum ocorrer irritação na área. Certamente isso não deveria acontecer. No entanto, respire e fique calmo, pois isso também deve passar em poucos minutos. Mas, se algum desses sintomas for complicado, consulte o seu médico.

Assim, mantenha a calma ao tentar parar uma condição ocular com a aplicação de gotas. Sabemos que o tratamento é desconfortável em todas as etapas, mas se seguir as instruções do especialista, a sua visão logo estará ótima novamente.


Artigos Relacionados

Pesquisa

Temas
Conforto superior ao longo de todo o mês com as Lentes Hydrasense Lentes de Contacto

Top 10 artigos

Top 10
Olhos Secos e Sensiveís com BioNatural Líquidos
Opiniones de Clientes en Lentes de Contacto 365
Apesar do elevado número de encomendas, todos os pedidos estão a ser expedidos com normalidade. Saiba mais »