• Nº1 na Opinião dos Clientes
  • Poupe até 50% face às óticas de rua
  • Envio Rápido 24h a 48h
  • -20% Óculos de Leitura

Apoio ao Cliente
Apoio ao Cliente

Presbiopia: o que é, causas, sintomas e tratamentos

Presbiopia, também conhecida como "fadiga ocular", é a perda da capacidade de uma pessoa concentrar-se em objetos que lhe são próximos. Esta condição começa a ocorrer após os 40 anos de idade.

A partir deste momento, a pessoa mostra uma maior dificuldade em concentrar-se em letras pequenas devido à visão desfocada, o que pode causar inconvenientes na leitura de documentos, mensagens de texto e praticamente qualquer outra coisa.

Não há como escapar a esta situação. A fadiga ocular afeta toda a gente, incluindo aqueles que nunca tiveram qualquer outra doença ocular, ou aqueles que usam óculos ou lentes de contacto para corrigir a condição que afeta a visão a longa distância.

Em 2005, a Organização Mundial de Saúde determinou que mais de mil milhões de pessoas, em todo o mundo, sofrem de fadiga ocular. Também estimaram que 517 milhões desta população, não tiveram a correção necessária com a ajuda de óculos.

O que é a presbiopia?

A origem etimológica do termo "presbiopia" vem do grego, e significa basicamente "olho velho".

A presbiopia é uma patologia que afeta a visão, fazendo com que indivíduos com mais de 40 anos comecem a ter dificuldade em observar objetos que estão próximos. É inevitável, uma vez que faz parte do envelhecimento.

Quando os sintomas começam a aparecer, é comum ver os doentes com livros, revistas ou qualquer tipo de objeto que envolva a leitura a uma maior distância.

Deste modo, os olhos produzem o foco correto e poderão ler e ver claramente as letras.

Aqueles que trabalham, onde os seus olhos devem concentrar-se a curta distância, como tricotar ou bordar, começarão subitamente a sentir fadiga ocular e dores de cabeça. Todos estes sintomas são sinais de presbiopia.

O que provoca a presbiopia?

A idade vem com a fadiga ocular. Geralmente, as pessoas começam a sofrer sintomas quando chegam aos 40 anos de idade.

O que provoca presbiopia?

É muito diferente de erros refratométricos como a hipermetropia, o astigmatismo e a miopia. É possivelmente devido a razões hereditárias, ou à influência de fatores externos, tais como o ambiente.

Pensa-se que a presbiopia é causada por um espessamento e uma flexibilidade reduzida da lente cristalina, a lente natural dentro do órgão ótico.

As alterações relacionadas com a idade afetam diretamente os tecidos da lente natural, afetando as fibras musculares que rodeiam a lente.

Quando a elasticidade diminui, torna-se mais difícil para o olho concentrar-se em objetos muito próximos, o que em princípio torna a leitura mais difícil.

Deve ter-se em conta, que esta é uma condição inevitável, e que é provável que todos venham a sofrer com ela em algum momento.

Lentes para o Tratamento de Presbiopia

Para a correção da presbiopia, é necessário utilizar lentes progressivas ou lentes bifocais, que incluem dois tipos de foco na sua fórmula.

A parte principal é para a visão à distância, enquanto a parte inferior contém a prescrição para visão ao perto.

É de notar que as lentes progressivas são as mais recomendadas pelos especialistas. Isto porque oferecem uma melhor transição visual graduada em comparação com as lentes bifocais.

Finalmente, existem óculos de leitura, que ao contrário dos acima mencionados, são apenas utilizados para tarefas de leitura específicas e não para o desgaste do dia inteiro.

A presbiopia pode ser operada?

A presbiopia pode ser corrigida de duas maneiras. A primeira envolve o uso de lentes progressivas, que são recomendadas para aqueles que têm dificuldade em ver à distância, para além desta condição.

A segunda solução é mais inovadora e atualizada. Trata-se de um procedimento cirúrgico, que envolve a implantação de lentes intraoculares. Consiste em substituir a lente do olho afetado por uma lente artificial. Isto permite que o órgão ocular observe de formas diferentes.

É o caso das lentes trifocais, que têm um foco próximo de 40 cm, ideal para a leitura, um foco intermédio de 70 cm, utilizado para ver corretamente computadores ou televisões e um foco distante, que tem uma distância de um metro e até mais.

Operação da Presbiopia

O olho humano pode focar imagens através da retina, um tecido fotossensível composto por dois elementos.

  1. Córnea: localizada na parte exterior do olhos, especificamente antes do globo terrestre.
  2. Íris: segunda lente da retina, localizada no lado interior.

Qualquer imperfeição entre estes dois elementos focais resultaria numa visão deficiente, que normalmente manifesta-se através de imagens desfocadas.

Contudo, a presbiopia não é considerada um defeito refrativo, enquanto tal. É uma condição inerente à espécie humana, que surge como consequência da perda de flexibilidade nas proteínas que compõem a lente cristalina do olho. Felizmente, pode ser operado.

Este procedimento médico é realizado de duas maneiras:

  1. Por laser, uma intervenção que melhora consideravelmente a visão próxima e intermédia.
  2. A implementação da lente intraocular, que substitui a lente natural por uma lente artificial, melhorando assim a visão ao perto, intermédia e à distância.

Em geral, esta operação é solicitada por pessoas que não querem sofrer de fadiga ocular, e que também sofrem de um defeito refrator como a hipermetropia, miopia ou astigmatismo. No entanto, em qualquer destes casos, é necessário o conselho de um especialista em oftalmologia.

Antes de qualquer procedimento cirúrgico, é normal que surjam certas dúvidas. Iremos responder às mais comuns.

Que precauções devem ser tomadas antes da operação?

O principal é não usar lentes de contacto nos dias anteriores à operação, para evitar irritação nos olhos devido ao uso prolongado de lentes de contacto, e é melhor usar óculos. Por outro lado, a maquilhagem também deve ser evitada no dia da cirurgia.

Nos dias anteriores à cirurgia, o especialista prescreverá gotas oftalmológicas antibióticas, se considerado necessário. No entanto, por razões de segurança, também deve evitar aplicá-lo no dia da operação, a menos que o especialista indique o contrário.

É um procedimento doloroso?

Estas intervenções cirúrgicas caracterizam-se por serem indolores e, além disso, de curta duração, com uma duração estimada de 15 a 20 minutos, dependendo se é realizada com laser ou se é a implementação de uma lente intraocular.

A anestesia é injetada?

Como este não é um procedimento de alto risco, a anestesia é administrada através de produtos líquidos, tais como, gotas em vez de injecções, a menos que o especialista determine que é necessária outra anestesia.

Quando é que posso voltar às minhas atividades normais?

Em média, o período de descanso é muito curto, de 2 a um máximo de 4 dias. No entanto, o oftalmologista responsável indicará o período de tempo adequado, dependendo do estado do paciente.

Miopia e Presbiopia

A miopia é um defeito refrativo caracterizado por uma falha de foco visual. É causada pela existência de uma longa distância entre a retina e a córnea.

A imagem que o olho reproduz é formada pela retina, o que explica esta anomalia.

Por esta razão, os doentes com miopia têm dificuldade em ver claramente objetos distantes, o que não é o caso dos objetos próximos.

Os míopes, pessoas que sofrem de miopia, têm a necessidade de fazer zoom sobre objetos que desejam observar corretamente.

No entanto, a fadiga ocular é também um defeito refrativo. Contudo, não se deve a uma falha genética dentro da estrutura do órgão, mas a um funcionamento deficiente devido à idade avançada.

As pessoas que sofrem de presbiopia têm um elevado nível de dificuldade em observar objetos próximos, mas não aqueles que estão longe.

A miopia ocorre durante a infância e desenvolve-se, enquanto a presbiopia começa nos 40 anos.

Astigmatismo e Presbiopia

O astigmatismo é um defeito na focalização visual porque a córnea, em vez de ser esférica, tem uma anomalia que lhe confere uma forma ligeiramente oval. Esta falha refrativa é descrita em termos de diferença de eixos ou orientação e curvatura.

As pessoas que sofrem de astigmatismo têm problemas em observar as coisas à distância ou de perto. É normal que esta patologia seja acompanhada de miopia ou hipermetropia, ou mesmo de ambas.

É provável que o indivíduo que sofre de astigmatismo tenha sintomas semelhantes aos dos pacientes com presbiopia. No entanto, haverá sempre uma distinção que identifica cada patologia.

É importante estabelecer que o astigmatismo se deve à existência de uma anomalia morfológica, ligeira e genética no órgão visual, enquanto a fadiga ocular é determinada pela rigidez da lente cristalina, como resultado do passar dos anos.

O astigmatismo, tal como a miopia e a hipermetropia, é geralmente diagnosticado durante a infância.


Artigos Relacionados

Pesquisa

Temas
Conforto superior ao longo de todo o mês com as Lentes Hydrasense Lentes de Contacto

Top 10 artigos

Top 10
Olhos Secos e Sensiveís com BioNatural Líquidos
Opiniones de Clientes en Lentes de Contacto 365
Apesar do elevado número de encomendas, todos os pedidos estão a ser expedidos com normalidade. Saiba mais »