• Nº1 na Opinião dos Clientes
  • Poupe até 50% face às óticas de rua
  • Envio Rápido 24h a 48h
  • -20% Óculos de Leitura

Apoio ao Cliente
Apoio ao Cliente

Pós-operatório de cirurgia de catarata: o que fazer?

Após qualquer intervenção cirúrgica, é essencial que cuide de si mesmo para garantir uma recuperação rápida e eficaz. O mesmo acontece com a operação das cataratas, pois apesar de ser um procedimento menor, não significa que estará livre de complicações por descuido.

Por isso, tanto o senhor(a) quanto o familiar que o/a acompanha durante o processo, devem se comprometer a seguir as recomendações pós-operatórias.

Esta condição é caracterizada por uma opacidade na lente natural do olho que causa a perda progressiva da visão.

A cirurgia consiste em retirá-la e inserir uma lente intraocular artificial, para que exista uma boa visão. Muitas pessoas temem esta intervenção quando o especialista sugere fazê-lo, mas desde que sejam cumpridas as recomendações do mesmo, não há motivo para preocupações.

Como é o processo de cirurgia das cataratas?

Pós-operatório de cirurgia de catarata: o que fazer?

Uma vez tomada a decisão de operar, o que se segue é bastante simples, começando pela própria cirurgia, que é ambulatória. Tem uma duração aproximada de uma hora e é feita sob anestesia local, então entra e sai do hospital no mesmo dia.

Inicialmente o cirurgião aplicará algumas gotas para dilatar a pupila e irá lavar a área circundante do olho. Se necessário, além do anestésico, será colocado um sedativo para ajudá-lo a relaxar, sem fazer com que adormeça completamente.

Como a incisão feita para remover a opacidade é pequena, geralmente não são necessários pontos. Após a extração, é necessário a colocação de um adesivo por um curto período de tempo, para ser observado, garantindo deste modo que não haja sangramento.

Importância do pós-operatório da cirurgia das cataratas

O período que decorre desde a conclusão da operação até à recuperação completa é extremamente importante. Por menor que seja, existe o risco de infeção ou alteração das alterações físicas feitas pelo oftalmologista, se forem ignorada as instruções.

Para que não haja nenhum imprevisto que comprometa a visão, as instruções devem ser cumpridas com exatidão. Convém estar alertado, que o resultado não depende apenas das ações do médico, mas também do seu comportamento após sair da sala de cirurgia.

Os riscos ou complicações mais comuns são: edema macular, sangramento, infeção, catarata secundária, pálpebra anormalmente descaída, sensibilidade à luz, deslocamento do cristalino (lente artificial) implantado, descolamento de retina, glaucoma e cegueira.

Quais são os cuidados a ter?

O cirurgião recomenda orientações específicas para cada caso em particular, pois nem todos os pacientes respondem da mesma forma ao implante e à cicatrização. Colocar questões e tirar dúvidas com o oftalmologista com antecedência ajuda na preparação. Estas são as regras gerais:

Ter um acompanhante

Como sentirá os efeitos da anestesia e da sedação no final da cirurgia, não estará capacitado para conduzir ou deslocar-se até casa sozinho. Pedir a um acompanhante, familiar ou alguém próximo, que o acompanhe e o ajude enquanto descansa, será importante.

Use óculos escuros

Será desconfortável ver no início, pois estará sensível à luz e verá flashs brilhantes. Para melhorar a visão proteger-se dos raios solares, é recomendado o uso de lentes escuras com tratamento antirreflexo.

Permanecer calmo

Poderá experienciar visão distorcida, a camada branca do olho pode ficar vermelha devido a vasos sanguíneos danificados ou pode ter uma contusão na parte inferior. Não se preocupe, vão desaparecer aos poucos. Se o mesmo não acontecer, avise o seu especialista.

Faça as consultas de seguimento

Fazer as consultas de seguimento é imprescindível para garantir que o processo de recuperação está bem encaminhado. O oftalmologista irá vê-lo um ou dois dias após a cirurgia e, em seguida, a cada uma ou duas semanas durante um mês. Nestas deve relatar se sentir dor ou qualquer outro desconforto significativo.

Administre/ faça o tratamento

Aplicar as gotas oftálmicas, respeitando os horários e doses prescritas é importante para uma boa recuperação. As que contêm antibióticos previnem possíveis infeções e as gotas anti-inflamatórias reduzem o inchaço interno. Por vezes estes colírios são combinados com fármacos de administração oral.

Evite fazer esforço

Por um mês ou mais, não faça nada que envolva esforço físico, como curvar-se, levantar pesos ou fazer tarefas domésticas. Não faça movimentos bruscos com a cabeça nem durma apoiado no lado do olho que sofreu a intervenção cirúrgica.

Caminhe com precaução

Se precisar de se deslocar de um lado para o outro da casa, faça-o com extrema cautela para não cair ou ir contra a uma porta ou parede, pois isso pode ter consequências negativas. Deixe-se guiar por um familiar ou amigo.

Reduza o risco de infeção

Mesmo se receber antibióticos, tome precauções para não se contaminar. Nas primeiras semanas após a intervenção não nade em piscinas nem use jacuzzis. Evite poeiras, sujidade, fumo, correntes de ar, estar perto de fogões e esfregar os dedos.

Limite a leitura e a exposição a telas eletrónicas

Evite ler com muita aproximação nem tente visualizar ou enviar mensagens no telemóvel ou tablet. Deve aguardar um mínimo de 24 horas para se expor a este tipo de ecrãs ou televisão, sem forçar muito os olhos.

Como devem ser aplicadas as gotas?

Precisará colocar gotas várias vezes ao dia, as primeiras no mesmo dia da cirurgia antes de dormir. É aconselhável que outra pessoa o faça com as mãos extremamente desinfetadas.

Deve se sentar, inclinar a cabeça para trás e remover cuidadosamente o adesivo. Enquanto faz isto, tem que manter o olho fechado. É possível que tenha secreções oculares e esteja um pouco preso, mas é normal. Tem que o tirar com muito cuidado.

Em seguida, colocando o polegar na pálpebra inferior e puxe para baixo para formar uma bolsa, aplique o colírio com a outra mão, com cautela para que o conta-gotas não toque o olho. Feche o olho sem pestanejar ou pressionar com muita força. O protetor/ penso deve ser colocado novamente á noite.

Quanto tempo demora recuperar a visão nítida?

Após a cirurgia de catarata, pode levar alguns dias para recuperar a acuidade visual. Não se assuste se vir cores borradas, duplas ou brilhantes no início. Alguns pacientes demoram a adaptar-se á nova lente.

Enquanto alguns pacientes afirmam perceber claramente os objetos em poucas horas, outros levam entre uma e duas semanas a captar as imagens como elas são. A maioria precisa de compensação ocular (óculos) após o procedimento.

Se este for o seu caso, o médico irá informá-lo quando estiver recuperado o suficiente para prescrever a graduação necessária. Por sua vez geralmente acontece depois de um a três meses. Se a catarata afetar ambos os olhos, um será submetido á cirurgia primeiro e só mais tarde o outro.

A limpeza posterior

Manter as medidas habituais de higiene também é importante no pós-operatório, para evitar infeção. Pode tomar banho no dia seguinte, mantendo o cuidado para não deixar entrar água ou champô no globo ocular ao lavar o cabelo.

Use um sabonete neutro para lavar o rosto e quando tiver secreções, retire-as com gaze e soro estéril, gentilmente. O que não é conveniente é colocar maquilhagem e removê-la esfregando fortemente com os dedos.

Também não é recomendado ir á praia ou tomar banho na água do mar. Estas medidas de precaução são temporárias, portanto, uma vez passado uma semana a 10 dias, não terá problemas para retornar aos seus hábitos quotidiano.


Artigos Relacionados

Pesquisa

Temas
Conforto superior ao longo de todo o mês com as Lentes Hydrasense Lentes de Contacto

Top 10 artigos

Top 10
Olhos Secos e Sensiveís com BioNatural Líquidos
Opiniones de Clientes en Lentes de Contacto 365
Apesar do elevado número de encomendas, todos os pedidos estão a ser expedidos com normalidade. Saiba mais »