• Nº1 na Opinião dos Clientes
  • Poupe até 50% face às óticas de rua
  • Envio Rápido 24h a 48h
  • -20% Óculos de Leitura

Apoio ao Cliente
Apoio ao Cliente

Sensação de areia nos olhos: o que fazer?

Causas da sensação de areia nos olhos

Ter uma sensação de areia nos olhos é desconfortável. A forma como tratamos essa sensação depende da causa que a gera. Não se apresse a encontrar o primeiro medicamento caseiro que a Internet lhe ensina. Em primeiro lugar, consulte um especialista e considere os seguintes aspetos:

  • Sente areia nos olhos quando acorda?
  • Também tem olhos pegajosos e visão turva?
  • Sofreu com COVID-19?

Esses são alguns dos fatores que não devem passsar despercebidos antes de tratar aquela sensação desagradável que aflige muitas pessoas. Hoje, descubra o que a causa e quais são as recomendações médicas.

Causas da sensação de areia nos olhos

Está a perguntar-se quais são as razões para esta condição? Bem, são diversas e afetam as pessoas de maneira diferente. Não é possível fazer um diagnóstico médico a partir de um artigo, no entanto, este poderá ajudá-lo a esclarecer as suas dúvidas básicas.

É importante lembrar que, se sofre desse desconforto, deve ir a um oftalmologista. Faça, em primeiro lugar, uma análise e registe os seus sintomas e causas mais comuns da sensação de areia nos olhos. Vamos ver o que vem a seguir.

1. Diminuição da secreção lacrimal

A diminuição da secreção lacrimal é uma causa direta de olhos ásperos uma vez que, o olho ao perder lubrificação, devido à diminuição do lacrimejar, faz com que seja mais fácil a entrada de agente externos, como por exemplo esporos, que geram desconforto.

É importante saber como prevenir a diminuição da secreção lacrimal. Estas são algumas das medidas mais comuns que deve adotar:

  • Evite tocar os olhos com as mãos
  • Lave as mãos com frequência
  • Substitua o seu eyeliner e rímel regularmente
  • Nunca partilhe a sua maquilhagem com outra pessoa
  • Se usa lentes de contacto, siga as medidas de higiene necessárias

Se o desconforto pressistir deverá consultar o seu oftalmologista pois poderá necessitar de tratamentos médicos.

2. Síndrome de Sjögren

A Síndrome de Sjögren é uma condição mais complexa, uma vez que, não afeta apenas os olhos, mas também é distinguida por causar secura na boca e nos lábios. É uma condição do sistema imunológico que ataca as membranas mucosas.

O seu diagnóstico é favorável em mulheres e pessoas com mais de 40 anos. Como não há cura até ao momento, os tratamentos são focados nos sintomas que, além da sensação de ardência nos olhos e boca, incluem:

  • Dor nas articulações
  • Inchaço
  • Rigidez
  • Glândulas salivares inchadas
  • Erupções cutâneas
  • Pele seca
  • Secura vaginal
  • Tosse seca persistente
  • Fadiga prolongada

Embora seja verdade que as pessoas com diagnóstico positivo à Sindrome de Sjögren possam receber tratamento, é importante ressaltar que até ao momento a doença não tem cura. Na verdade, os especialistas geralmente prescrevem gotas oculares para aliviar os sinais.

3. Bloqueio do canal lacrimal

O bloqueio ou obstrução do canal lacrimal é uma condição cujas consequências se relacionam não só com a diminuição da secreção lacrimal, mas também evita que as lágrimas escorram, causando a sensação de areia nos olhos.

Felizmente, é possível corrigi-lo através de um atendimento médico indicado. O diagnóstico basear-se-á em aspetos como: lacrijamento aumentado, crostas, visão turva e vermelhidão nos olhos.

Para um melhor diagnóstico é importante recorrer a um oftalmologista assim que sentir que os sintomas pressistem, isto é, após vários dias de lacrijamento constante, dado que este fenómeno pode ocorrer em qualquer idade.

4. Indução de estupefacientes

Alguns pacientes sofrem de olhos secos causados pelo uso de estupefacientes, medicamentos que tratam problemas de saúde mental, alergias e diuréticos.

Tem dúvidas sobre os tipos de estupefacientes responsáveis por gerar a sensação de olhos ásperos? Entre os mais comuns estão os seguintes:

  • Antidepressivos
  • Anticolinérgios
  • Contracetivos
  • Antihistamínico
  • Tranquilizantes
  • Hipocolesterolêmico
  • Comprimidos para dormir
  • Antiglaucomatoso
  • Descongestionantes

Felizmente, se a origem do olho seco é gerada pelo medicamento, basta suspendê-lo. No entanto, quando não é possível porque o paciente precisa, é necessário reduzir a dose ou prescrever um tratamento para olho seco.

5. Disfunção da glândula meibomiana

As glândulas meibomianas secretam cerca de sete componentes gordurosos em estado líquido. Imagine o que aconteceria se parassem de funcionar. Não há dúvida que seria devastador pois isso afeta diretamente a fluidez da película lacrimal.

Existem fatores sistémicos, farmacológicos, oculares e ambientais que afetam o correto funcionamento das glândulas. Se estas glândulas não funcionarem o componente gorduroso das lágrimas reduz e a superfície ocular seca.

Felizmente, atualmente, existem várias soluções, desde o uso de luz intensa regulada, até à estimulação térmica ou elétrica local. Independentemente do caso, o tratamento será determinado dependendo da gravidade.

6. Blefarite

Pálpebras inchadas, irritação, vermelhidão e, claro, uma sensação de areia nos olhos. Referimo-nos à blefarite, uma doença difícil de curar porque se torna crónica com o tempo. A causa? Glândulas Meibomianas entupidas.

No entanto, esta doença visual também está associada a outros tipos de patologias: dermatite seborreica, alergias, rosácea e olho seco. Consequências visuais? As pálpebras ficam constantemente irritadas, causando deconforto ao longo do dia.

Acha que os seus sintomas não melhoram apesar de ter uma boa higiene ocular? É hora de marcar uma consulta oftálmológica. Talvez o uso de gotas, antibiótivos e esteróides seja o que precisa para curar a blefarite.

» Veja também: O que é blefarite e como fazer a higiente adequada das pálpebras.

7. Dorme de olhos abertos

Não ser capaz de fechar os olhos completamente enquanto dorme é um problema. A solução? Encontre uma maneira de ter um processo de sono completo e evitar os efeitos desse ato involuntário, mas irritante, também chamado de lagoftalmo noturno.

O lagaltalmo noturno faz com que o paciente durma com uma separação entre uma pálpebra e outra. Desta forma, a superfície do olho está exposta e as lágrimas evaporam. No longo prazo, este fenómeno trará problemas que irão variar de acordo com a gravidade da lagoftalmia.

Vá ao oftalmologista se os sintomas não desaparecerem, entre eles, a sensação de areia. Tratamento? Vai depender do nível de lagoftalmo que sofre. Além do tratamento com lubrificante, a cirurgia das pálpebras pode ser recomendada.

8. Fotoceratite

Além do sol de verão, as causas da fotoceratite incluem: exposição a regiões com neve, luz laser, soldagem e faíscas elétricas. De forma a reduzir bastante a sensação de areia nos olhos produzida pela fotoceratite, é aconselhado o uso de óculos.

Porque é que a fotoceratite afeta a sua saúde visual? Bem, os especialistas dizem que os seus efeitos são semelhantes a uma queimadura nos olhos. Ataca a conjuntiva, o interior das pálpebras e a córnea. Nas regiões montanhosas pode mesmo transformar-se em cegueira.

A soma de todos esses fatores resulta numa série de sintomas que pioram com o tempo de exposição aos raios UV. No caso de necessitar de um esclarecimento adicional, consulte o seu oftalmologista para saber como aliviar os sintomas e melhorar a sua saúde ocular.

» Veja também: Fotoceratite: como prevenir a cegueira da neve.

9. Covid 19

A sensação de areia nos olhos pode ser consequência natural do vírus da Covid-19. Segundo o portal Medical News Today, uma em cada dez pessoas com Covid sofre de olho seco ou apresenta sintomas de secura.

Os especialistas garantem que, no máximo, esse sinal dure até duas semanas, mas o que acontece quando é uma consequência da condição? Nestes casos, pode resultar num olho seco neuropático e ocorre em pacientes que tiveram coronavírus.

Ao contrário dos outros tipos de olho seco, este não é tratado com lágrimas artificiais. Requer o uso de medicamentos específicos prescristos por um especialista na área. De qualquer forma, esses tipos de sintomas resolver-se-ão em algumas semanas.

Tenho a sensação de areia nos olhos. Devo procurar um médico?

Em algum momento todos nós sentimos os olhos arenosos, dado que é a sensação mais próxima de ter algo no nosso olho. Embora existam muitos tratamentos disponíveis, às vezes, as pessoas não sabem quando entrar em contacto com um oftalmologista. O recurso ao oftalmologista deve ser realizado se:

  • Tiver algum sintoma preocupante
  • Tiver uma laceração ou úlcera ou córnea.
  • Tiver algo preso no olho.
  • Se confrontar com perda de visão e dor lancinante
  • A sensação de ter areia nos olhos não desaparece apesar da passagem do tempo.

Adiar o tratamento pioraria a situação. Embora o sinal comum seja uma sensação de areia nos olhos, a maneira correta de tratá-la depende da causa. Aconselhe-se com o seu médico qual é a melhor opção para si.

A sensação de olhos ásperos pode ser evitada?

A boa notícia é que é possível. Siga as nossas recomendações e evite a sensação de areia nos olhos:

  • Não exponha os olhos a ventos secos
  • Use um humidificador
  • Use óculos
  • Use gotas antes de dormir
  • Faça pausas dos ecrãs digitais
  • Evite fumar

A sensação de ter um corpo estranho no olho causa desconforto que varia de leve a extremo. Deste modo, deve sempre relacionar estas sugestões com os conselhos do seu oftalmologista.


Artigos Relacionados

Pesquisa

Temas
Conforto superior ao longo de todo o mês com as Lentes Hydrasense Lentes de Contacto

Top 10 artigos

Top 10
Olhos Secos e Sensiveís com BioNatural Líquidos
Opiniones de Clientes en Lentes de Contacto 365
Apesar do elevado número de encomendas, todos os pedidos estão a ser expedidos com normalidade. Saiba mais »