Apoio ao Cliente
Apoio ao Cliente

Olhos vermelhos: causas e tratamentos

“Esclerite”, “Conjuntivite infecciosa” e “olhos injetados de sangue” são três sinónimos de olhos vermelhos. Este termo refere-se a um distúrbio da esclera, também chamada de parte branca do olho, onde se manifesta uma coloração acompanhada de linhas avermelhadas difusas e rosadas.

Olhos vermelhos: causas e tratamentos
Isto deve-se a uma dilatação dos vasos sanguíneos que se encontram entre a conjuntiva transparente e a esclera do olho. Geralmente os humanos não conseguem ver estes vasos sanguíneos, contudo, ao inflamar, apresentam esse tom e coloração avermelhado.

As causas dos olhos avermelhados estão relacionadas com diferentes fatores. Estes podem ser ambientais, devido a um estilo de vida desordenado ou a situações de stress. Também ocorrem devido a condições oculares específicas. É também comum a sua aparição devido a alergias e fadiga ocular.

Muitas vezes, os olhos vermelhos são acompanhados de outros sintomas. Existem casos em que a única manifestação deste distúrbio é o tom avermelhado. Este é um problema ocular muito comum entre os pacientes, e desse modo é necessário abordá-lo com seriedade e procurar um especialista em oftalmologia.

Principais causas de olhos vermelhos

Em grande parte, os olhos avermelhados devem-se à dilatação dos vasos sanguíneos que estão localizados na parte branca dos olhos, criando assim o efeito avermelhado. Adicionalmente, isto produz-se por motivos distintos, entre eles temos:

  • Secura ocular;
  • Elevada exposição ao sol. É por isso recomendado o uso de óculos de sol de modo a proteger os olhos dos raios ultra violeta;
  • Partículas que entram no olho, como o poeira ou produtos contaminados no ambiente;
  • Infeções simples ou graves;
  • Alergias ocasionadas por alergénios do ambiente;
  • Lesões oculares que prejudicam a conjuntiva ou a esclera;
  • Elevada exposição a químicos, como produtos que se aplicam nas piscinas para as manterem limpas. A água do mar também gera vermelhidão;
  • O ar seco característico de climas secos, oficinas ou quartos sem ventilação, inclusive, cabines de aviões;
  • Gases que se encontram no ar de determinados espaços, como locais com gasolina ou qualquer solvente.

Doenças oculares que causam os olhos vermelhos

Outras das razões dos olhos avermelhados devem-se a doenças oculares que afetam o globo ocular, entre elas temos:

  • A blefarite consiste em uma inflamação da borda da pálpebra, onde se encontram localizadas as pestanas;
  • Conjuntivite aguda, é uma infeção que afeta o tecido transparente do olho, chamado “conjuntiva”;
  • Úlceras na córnea, estas devem-se na maior parte dos casos a graves infeções bacterianas que não são tratadas a tempo;
  • Uveíte refere-se a uma inflamação proeminente da úvea, localizada na íris, coróide e corpo ciliar. A principal causa de uveíte é a elevada exposição a certas toxinas que incham a íris, causando um grande desconforto naqueles que padecem desta condição;
  • Glaucoma, uma doença que causa o aumento da pressão ocular, causando dificuldades de visão e dor aguda. O glaucoma é considerado uma emergência médica e pode manifestar-se em duas formas – gradual ou crónica.

Sintomas dos olhos vermelhos

Os olhos vermelhos apresentam um sintoma óbvio, que é a coloração avermelhada da esclera. Devido à dilatação dos vasos sanguíneos também é comum que se manifestem muitos outros sintomas como por exemplo:

  • Irritação constante;
  • Dor, com sensação de pontadas no órgão ocular;
  • Comichão constante;
  • Secura ocular;
  • Ardor. Apenas se sente alívio quando se têm olhos fechados;
  • Secreção branca ou verde, isto manifesta-se de forma recorrente como resposta perante a inflamação dos vasos;
  • Sensibilidade à luz - é por esta razão que se recomenda o uso de óculos de sol enquanto padece de olhos vermelhos, pois é um tratamento para diminuir esta sensibilidade;
  • Dificuldade para observar os objetos de forma clara. Portanto, o paciente apresentará uma visão desfocada que afetará consideravelmente a sua vida diária enquanto se encontra afetado pela inflamação da esclera.

Como tratar os olhos vermelhos

Uma das perguntas mais frequentes é como recuperar de uma inflamação de olhos vermelhos. Esta questão coloca-se pois este distúrbio tem múltiplas causas, sendo que várias requerem atenção médica urgente devido à sua gravidade.

Recomenda-se às pessoas que padeçam de olhos vermelhos, que procurem a ajuda de um especialista em oftalmologia, principalmente se o sintoma de olhos avermelhados vêm acompanhado de outros sintomas como visão turva ou dor.

O especialista em medicina ocular poderá prescrever um tratamento adequado com base nos resultados de exames prévios, que deverá realizar para determinar qual o tipo de condição que afeta o paciente e possíveis causas.

Entre os tratamentos mais comuns encontramos as gotas oculares, que podem servir como tratamento ou refrescante. Um dos tratamentos mais comuns é a aplicação de colírio, umas gotas oftalmológicas que servem para lubrificar e diminuir os sintomas de olhos vermelhos.

Não se recomenda a aplicação de nenhum tipo de cuidado ocular antes de atender uma consulta de um especialista oftalmologista.

Consultar um médico quando se tem olhos vermelhos

Muitas vezes a vermelhidão ocular deve-se ao cansaço, fatores ambientais ou alergénios que provocam a dilatação dos vasos sanguíneos. Este tipo de sintomas manifestam-se durante pouco tempo por isso é comum perguntar-se quando se deve contactar um profissional médico.

Os órgãos visuais estão expostos a determinadas infeções ou possíveis lesões, porque se encontram na parte externa do corpo humano. É por isto que, antes de mais, é necessário recorrer a um hospital ou clinica, especificamente com um médico oftalmologista.

Será necessário visitar um profissional quando:

  • O globo ocular está avermelhado depois de ter sofrido uma lesão que o tenha perfurado;
  • O paciente apresenta dores de cabeça constantes, confusão e visão turva;
  • O paciente observa orlas luminosas e difusas em volta de luzes;
  • Apresenta vómitos ou náusea constante;
  • Os olhos permanecem vermelhos há mais de dois dias;
  • Apresenta grave sensibilidade à luz;
  • Os olhos libertam uma secreção esverdeada ou amarelada.

O que acontece durante a consulta

Ao atender a uma consulta com um médico oftalmologista, terão de se realizar determinados exames físicos ao órgão ocular. Os mesmos serão acompanhados de perguntas que permitirão completar os registos médicos. É expectável sejam colocadas questões como:

  • Apresenta vermelhidão em apenas um dos olhos ou em ambos?
  • Manifesta dor em uma parte específica do olho, ou na sua totalidade ou não apresenta qualquer padrão de dor e desconforto?
  • Utilizou lentes de contacto antes ou durante o processo de desenvolvimento da vermelhidão?
  • Sofreu alguma lesão recente que produziu a vermelhidão ocular de forma súbita?
  • É a primeira vez que sofre de vermelhidão ocular ou é comum apresentar esse transtorno?
  • A dor aumenta com o movimento do olho?
  • A dor nos olhos diminui se os mantiver fechados?
  • Para além da vermelhidão ocular, tem mais algum sintoma, como prurido ou corrimento?
  • Manifesta constantemente sintomas como dores de cabeça, enxaquecas, náuseas e vómitos?

É importante que o paciente seja totalmente honesto e responsável a responder as perguntas devido a estas ajudarem ao seu diagnóstico?

Prevenção da vermelhidão ocular

Existem várias recomendações que permitem prevenir o risco de sofrer de olhos avermelhados, estas são:

  • Evitar manter-se durante longos períodos de tempo em ambientes muito secos, ou que se encontrem contaminados, e de igual modo em locais onde esteja exposta a grandes correntes de vento.
  • Pestanejar várias vezes os olhos quando estiver exposto durante várias horas a dispositivos eletrónicos, como o computador, tablet, smartphone, videojogos, entre outros.
  • Contar com boas medidas de higiene, de esta forma reduzirá a probabilidade de desenvolver alguma infeção no olho.
  • Utilizar de forma correta as lentes de contacto, inclusive aderir a uma ótima higiene das mesmas, reduzir as horas de uso destas lentes e abster-se de dormir com elas.
  • Usar gotas oculares, colírio e/ou lágrimas artificiais.Prevenção da vermelhidão ocular
  • Descansar as horas necessárias e diminuir a exposição em locais onde os olhos entrem em contacto direto com agentes químicos, como piscinas que têm uma grande concentração de cloro.

Conjuntivite e olhos vermelhos

A conjuntivite afeta a conjuntiva do globo ocular. Em consequência, os olhos começam a apresentar uma coloração avermelhada ou rosada, devido à inflamação dos vasos sanguíneos.

Também, na maioria das vezes produzem uma corrimento esbranquiçado que afeta o olho. É importante destacar que é possível sofrer de conjuntivite em ambos os olhos simultaneamente.

Existem três tipos. Em primeiro lugar, existe a conjuntivite viral, o tipo mais comum que é muitas vezes causado por uma gripe normal. Esta é uma das mais contagiosas e apresenta sintomas como lagrimejar constantemente, secreção ocular, ardor, sensação de picada, comichão e olhos vermelhos.

Por outro lado, encontramos a conjuntivite bacteriana, também esta se caracteriza por ser contagiosa. Entre os seus sintomas mais comuns está a dor aguda, vermelhidão ocular e secreção ocular esverdeada no olho afetado.

Por último, temos a conjuntivite alérgica, esta variedade não é contagiosa e caracteriza-se pela sensação de prurido, olhos vermelhos e pálpebras inflamadas.

Se sofre de conjuntivite ou qualquer um dos sintomas mencionados neste texto, recomenda-se que consulte um médico.


Artigos Relacionados

Pesquisa

Temas

As lentes de Contacto Acuvue Vita confortáveis durante todod o mês de utilização
Lentes de Contacto Acuvue Vita

Top 10 artigos

Top 10

Olhos Secos e Sensiveis com Bio Natural
Líquidos hy-Care

Opiniones de Clientes en Lentes de Contacto 365
Apesar do elevado número de encomendas, todos os pedidos estão a ser expedidos com normalidade. Saiba mais »