Voltar a Encomendar
Seguir a Encomenda
A minha Conta
 
 2
 
Acuvue 2
6 Lentes x 1
Preço: 38,98€
Qtd: 2

Alergia nos olhos: causas, sintomas, tratamentos e conselhos

Alergia nos olhos: causas, sintomas, tratamentos e conselhos

O olho é um dos órgãos mais sensíveis do corpo humano. Ao estar em contacto direto com o exterior, é normal que seja afetado por fatores externos que podem provocar alergias. A alergia é uma das respostas mais comuns do sistema imunológico a um agente externo.

Estes agentes externos também são conhecidos como alérgenos. Com a sua presença, os anticorpos começam a gerar histamina, uma amina biogénica criado por agentes biológicos, os quais na maioria dos casos, provocam inflamação conjuntiva.

Essa inflamação ao redor do globo ocular gera desconforto diretamente no olho e ao seu redor, como as pálpebras. Esta situação normalmente denomina-se de conjuntivite alérgica.

Pelo menos 30% da população mundial sofre de alergias sendo esta condição comum. É de destacar que esta condição pode ser desenvolvida por causas hereditárias.

Diagnóstico da alergia

Se se questiona sobre como uma alergia é diagnosticada nos olhos, ficará satisfeito por saber que este é um procedimento bastante simples. Quem o realiza é um oftalmologista através de um exame aos olhos nos quais utiliza microscópios com recurso a lâmpadas de fenda.

Além disso, o especialista deve ter em conta o histórico médico do paciente, bem como o histórico familiar de alergias nos olhos.

Quando a alergia é grave, geralmente o especialista opta por realizar testes médicos adicionais, com a finalidade de detetar em tempo útil qual a especificação das células brancas que encontra no sangue do paciente. Estas células são chamadas de "eosinófilos" e aparecem no olho na presença de uma alergia.

O exame consiste em realizar uma leve raspagem numa área do olho afetada por conjuntivite. É importante que este exame seja realizado exclusivamente por profissionais, caso contrário, poderão surgir complicações.

Principais causas e sintomas

A alergia nos olhos é muito comum, especialmente por fatores que estão presentes no nosso quotidiano. Entre esses alérgenos, temos:

  1. O pólen: são grãos minúsculos, compostos por elementos reprodutores masculinos produzidos pelas flores;
  2. Os ácaros do pó: tratam-se de insetos microscópicos que habitam nas casas alojando-se especificamente nas áreas que têm pó;
  3. Pêlo de animais: isto inclui qualquer tipo de animais de estimação com pêlo como cães, gatos e até mesmo aves, que estão cobertas por penas;
  4. Mofo: revestimento macio produzido pela baixa luminosidade e humidade.

Todos esses fatores causam vários sintomas, que indicam a presença de uma alergia.

É importante destacar que a alergia não ocorre por contágio, é apenas a resposta do organismo a um agente externo. Entre as reações mais comuns encontramos:

  1. Pálpebras inchadas;
  2. Olhos vermelhos;
  3. Comichão nos olhos;
  4. Olhos lacrimejantes.

Como prevenir a alergia nos olhos?

Como explicado acima, as alergias provêm de diferentes alérgenos. Para evitá-los efetivamente, é importante evitar ou reduzir o contacto direto ou indireto com estes:

  1. Evite a entrada de pólen fechando as janelas do seu quarto à noite. Use ar condicionado, o qual permite a limpeza do ar;
  2. No que toca ao pó, mantenha a sua casa limpa. Use o aspirador de pó e panos molhados com desinfetante, desta forma conseguirá livrar-se dos agentes microscópicos que habitam nela;
  3. Evite que os animais entrem nos quartos. Quanto mais tempo passem ao ar livre, menor é o risco de desenvolver alergias.
  4. Para o mofo, reduza os níveis de humidade e promova a entrada de luz em casa. Use produtos específicos para limpar o mofo quando realizar a limpeza dos diferentes espaços da casa.

Tratamento para alergias oculares

Como foi mencionado acima, a melhor forma para reduzir o risco de sofrer com alergias é a prevenção.

Se se tratar de reduzir os seus sintomas, existem diversos medicamentos que irão ajudar a combatê-los.

É importante que antes de usar um destes tratamentos, consulte seu médico sobre qual seria o mais adequado para si. Entre os medicamentos mais comuns, temos:

  1. Gotas com anti-histamínicos para a comichão e olhos vermelhos;
  2. Gotas para refrescar, lubrificar e limpar os olhos.

Os olhos vermelhos e a comichão são dois dos sintomas mais desconfortáveis da conjuntivite. Para esta, existe uma grande variedade de gotas para olhos com descongestionantes e anti-histamínicos que são responsáveis por inibir a histamina. Estes colírios proporcionam um alívio rápido sempre e quando em conformidade com as recomendações de uso estabelecidas pelo especialista.

Gotas para refrescar os olhos, chamadas de lágrimas artificiais, não possuem anti-histamínicos. Podem se adquirir sem prescrição e a sua função é aliviar a irritação e o desconforto causado por alergias, bem como a limpeza dos alérgenos encontrados nos olhos.

Dicas caseiras para melhorar as alergias nos olhos

Existem diferentes tipos de alergias, algumas mais leves e outras mais graves, sendo as últimas as que necessitam da intervenção de um especialista.

Para as primeiras, existem algumas recomendações que serão suficientes para eliminar o desconforto, desde que sejam constantes.

No primeiro lugar, é recomendado aumentar o uso do ar condicionado em casa e no carro, já que, para além de refrescar o ambiente, purifica o ar que está no interior desta forma, irá limpar o espaço. Também deve manter as janelas fechadas, que diminuirá a entrada do pólen ou a poeira em casa.

Em segundo lugar, use compressas húmidas e frias sobre os olhos, o que vai diminuir o inchaço e aliviar a comichão e a irritação.

Finalmente considere o uso de óculos de sol cobrindo completamente os olhos e os lados dos mesmos para limitar a entrada de partículas que podem provocar uma reação.

Recomendações práticas para evitar alergias

Para evitar alergias oculares, deve:

  1. Criar espaços de luminosidade suficientes em casa, para evitar alergias causadas por mofo.
  2. Limpar a fundo regularmente áreas como casas de banho, cave, sótão e cozinha.
  3. Diminuir a exposição a pó já que é onde se encontram os ácaros.
  4. Use protetores sobre os colchões, travesseiros e lençóis, isso irá protegê-lo dos ácaros. Também é importante lavá-los regularmente.
  5. Use produtos desinfetantes para a limpeza da casa e passe panos húmidos em superfícies difíceis.
  6. Evitar que os animais de estimação, se é que os tem, entrem no quarto de quem sofre de alergias. Lave as mãos depois de tocar neles.
  7. Evite esfregar os olhos com regularidade e lembre-se de lavar as suas mãos sempre antes de fazê-lo.
  8. Usar óculos escuros, se se encontrar ao ar livre, para evitar a entrada de partículas para os olhos, além de se proteger dos raios do sol.
  9. Coloque lágrimas artificiais nos olhos.

Olho seco e alergia

É essencial entender a diferença entre olhos secos e alergias, já que as suas causas são diferentes.

Na maioria dos casos, a alergia ocorre devido a uma reação de nosso sistema imunitário a fatores externos, produzindo a conjuntivite alérgica, enquanto o olho seco ocorre quando o olho não produz lágrimas suficientes, deste modo o órgão não consegue lubrificar-se.

Embora ambos tenham sintomas semelhantes, existem sintomas-chave que os permite distinguir.

O olho seco produz uma sensação de comichão e queimadura, ao contrário da alergia que produz um prurido regular e vermelhidão que é acompanhada geralmente por espirros e congestão nasal.

Quem sofre de olhos secos sentirá alívio ao piscar ou manter os olhos fechados, no entanto, o desconforto vai piorar com o passar do dia. Isto não acontece com a alergia, cujos sintomas são mantidos presentes o tempo todo.

É de destacar que qualquer pessoa pode sofrer alergias, tanto crianças como adolescentes ou adultos, enquanto que, de secura ocular padecem pessoas com idade mais avançada.

Alergia a lentes de contacto

As lentes de contacto tendem a ser desconfortáveis no momento em que se está com alergias. Isto deve-se aos alérgenos que ao entrar em contacto direto com a sua superfície, libertam algumas substâncias que entram nas lágrimas causando desta forma desconforto e visão turva.

É importante avaliar quais os fatores externos que causam esse desconforto, para que as medidas específicas possam ser tomadas para prevenção e tratamento.

Consulte o seu especialista sobre as gotas que irão permitir manter as suas lentes de contacto limpas por mais tempo, ou em vez, evitar a sua utilização se a alergia persistir.

Outra possibilidade é usar lentes de contacto descartáveis, uma vez que elas não requerem manutenção.

Primeiro de tudo, o mais importante é que um oftalmologista avalie o seu caso que é quem lhe pode recomendar a solução mais apropriada para si, dependendo do grau da alergia.


Artigos Relacionados

Pesquisa

Temas

As lentes de Contacto Acuvue Vita confortáveis durante todod o mês de utilização
Lentes de Contacto Acuvue Vita

Top 10 artigos

Top 10

Solução universal. Contém hialuronato de sódio.
Líquidos hy-Care