• Nº1 na Opinião dos Clientes
  • Poupe até 50% face às óticas de rua
  • Envio Rápido 24h a 48h
  • -20% Óculos de Leitura

Apoio ao Cliente
Apoio ao Cliente

A maquilhagem é prejudicial à saúde visual? Saiba como evitar condições

Para muitas pessoas, principalmente as mulheres, a beleza dos olhos é muito importante. Por isso, costumam usar sombras, delineadores, bases, corretivos, iluminadores, rímel e todo tipo de cosméticos para deixá-los lindos e impressionantes.

Saúde Visual: Maquilhagem

No entanto, a maquilhagem muitas vezes interfere na saúde visual, o que gera desconforto e irritação nos olhos. Isso geralmente ocorre quando é hipersensível a algum ou a todos os ingredientes desses produtos. Ou simplesmente, não os aplica corretamente.

As consequências mais diretas são reações alérgicas, comichão, vermelhidão, ardor, conjuntivite ou inflamação das pálpebras. Portanto, ao tentar embelezá-los, deve estar ciente do que vai colocar na pele e no contorno dos olhos.

Ou seja, certifique-se de que tenham passado por todos os controlos estabelecidos e não possuem nenhum pigmento ou componente nocivo. Além disso, é necessário seguir algumas orientações de higiene para evitar que os utensílios com os quais aplica a maquilhagem sejam contaminados.

Repercussões visuais comuns de usar maquilhagem

Em algumas pessoas, pintar os olhos causa o efeito contrário ao desejado. Em vez de ficar bonitos, parecem aquosos, vermelhos e inchados. Isso pode ser devido a diferentes fatores. Seja uma patologia que está a afetar o globo ocular ou simplesmente a sensibilidade nessa área.

Se sofre de alergias, é mais provável que imediatamente após a maquilhagem sinta algum desconforto. Existem reações leves, moderadas e graves. Os dois últimos causam problemas de visão significativos.

Acima de tudo, se esfregar as pálpebras, o que contribui para o desenvolvimento de infecções e geralmente agrava a condição. Se usa lentes de contacto, tenha um cuidado especial.

Cuidado com a composição dos produtos

Muitos cosméticos contêm substâncias químicas que causam irritação e vermelhidão na mucosa. Por exemplo, aqueles que são feitos de ingredientes como a parafina, um derivado do petróleo. E aqueles que contêm óxido de ferro e níquel.

É difícil remover alguns com água, por isso é necessário o uso de desmaquilhantes. Mas, existem soluções destes cujos compostos também são muito agressivos. A exposição contínua ajuda a aumentar a hipersensibilidade e, consequentemente, as infeções.

Se uma gota cair no olho, é provável que dilua a lágrima, o que causa secura e ardência. Mesmo os materiais que usa para aplicá-los, como lenços humedecidos ou cotonetes, são prejudiciais. Mesmo sendo hipoalergênicos, não garantem que não tenham alérgenos.

Esses itens deixam a pálpebra mais flácida, devido à fricção que exerce para limpá-los. Isso significa que a pele é mais esticada, seja para fora ou para dentro. Eles também causam o aparecimento de bolsas na parte inferior que prejudicam a beleza do visual.

Danos causados por infecções oculares

Os produtos para melhorar os olhos não causam apenas reações alérgicas. Da mesma forma, são capazes de causar infecções bacterianas e fúngicas. Isso geralmente acontece quando os usa por mais tempo do que o recomendado pelas empresas que os fabricam.

Tal efeito faz com que não se limpe bem os pincéis e outros aplicadores. Ou se for dormir sem remover completamente essas substâncias das pálpebras e pestanas. Por que razão? Acumulam peptógenos que geram várias doenças.

A conjuntivite é uma das mais comuns, segundo os oftalmologistas. Esta infecção da membrana do olho faz com que a parte branca pareça bastante vermelha. Também causa comichão, sensação de areia ou corpo estranho, descarga abundante, inflamação e dor.

Outros problemas frequentes são a blefarite e o olho seco, que geralmente aparecem num prazo intermediário ou longo. Ambos produzem sintomas semelhantes, como inchaço, lacrimejamento excessivo e diminuição da visão, exigindo tratamento.

Maneiras de evitar possíveis condições

Para evitar alergias e infecções causadas pela maquilhagem, é fundamental criar uma rotina saudável. Isso implica algumas regras básicas, entre elas, descartar e substituir os cosméticos assim que o prazo de validade expirar e manter a higiene adequada.

Por exemplo, é recomendado trocar a máscara a cada três meses para evitar contaminação. Especialmente, se já teve uma infecção anterior para não se reinfectar. O mesmo com delineadores líquidos, géis e produtos em creme.

Os que vêm em pó duram mais, por isso são os mais recomendados pelos dermatologistas. Eles ainda têm a vantagem de permitir que limpe sua superfície. Se raspar com cuidado, remove as bactérias que se acumulam.

Recomenda-se fazê-lo a cada três meses, para garantir que sejam inofensivos aos seus olhos. Uma maneira de manter o controlo é anotar a data em que os comprou. Dessa forma, saberá quais duram mais e não se esquecerá de alterá-los.

Normas essenciais de limpeza

Outra medida que deve ter em mente é limpar regularmente pincéis, esponjas e outros aplicadores. Isso é bastante fácil de fazer e matará os germes causadores de doenças. Por exemplo, resíduos acumulados onde bactérias e fungos crescem.

Basta derramar uma gota de sabão de PH neutro na palma da mão e esfregar suavemente esses objetos. Alguns minutos de movimentos circulares farão a espuma sair. Repita várias vezes e lave com bastante água até que não saia mais produto.

É importante que esteja morno, pois se estiver muito frio não os limpará completamente. E se estiver muito quente, estraga-os. Em seguida, coloque-os para secar numa toalha ou papel absorvente. Escovas e pinceis molhados devem sempre ser colocadas na posição horizontal.

Caso contrário, pode haver água depositada na alça, o que é um risco ao colocá-los nos seus olhos. Tome cuidado para que não haja pêlos soltos que entrem quando estiver a colocar a maquilhagem para evitar danos à córnea.

Evite emprestar os seus utensílios pessoais

Compartilhar sombras para os olhos, rímel e outros cosméticos, incluindo amostras de teste oferecidas nas lojas, é igualmente perigoso. Muitas infecções são transmitidas por essa via sem se perceber. Isso ocorre porque os germes passam de uma pessoa para outra facilmente.

Se emprestar a alguém que tenha conjuntivite, hordéolo ou qualquer outra doença, é mais provável que transmita quando colocar o aplicador novamente. Ou pelo contrário, caso tenha a doença pode contaminar a pessoa que emprestar o delineador ou o pincel.

Se decidir emprestá-los, tome as devidas precauções. Por exemplo, desinfete completamente as peças antes de as reutilizar. Da mesma forma, quando for a um salão de beleza, tente trazer seu próprio kit de maquilhagem.

Esses locais são propícios para adquirir uma possível infecção. Imagine quantas pessoas passam o mesmo lápis no contorno dos olhos. O melhor é usar aplicadores descartáveis e um diferente para cada olho, para evitar o contágio entre os dois.

Aplicação de cosméticos e pestanas postiças

Saber aplicar a maquilhagem corretamente é importante para não se magoar. Se passar o giz de cera ao longo da borda interna, poderá obter algumas bactérias na superfície ou poderá se magoar com a ponta. Pode até entupir as glândulas.

Também tem que ter cuidado com pestanas postiças. Estes pêlos artificiais são colocados nas pálpebras com produtos químicos adesivos. Algumas colas contêm formaldeído, uma substância capaz de causar alergias e outras doenças graves em algumas pessoas.

Em alguns casos, causam arranhões ou pequenos orifícios na córnea. Por exemplo, quando são muito compridos porque as pontas roçam no interior. Além disso, acumulam bactérias e seu peso enfraquece os folículos capilares.

Isso faz com que as pestanas naturais caiam e não voltem a crescer. Além disso, aumenta o risco de infecções e danos à córnea por não cumprir a sua função protetora. Antes de adquirir uma extensão, coloque-se nas mãos de um profissional e descubra qual é o adesivo.

Outras medidas de precaução

Além de adquirir cosméticos que especifiquem claramente as substâncias que os compõem, é aconselhável procurar aconselhamento especializado. Tanto o dermatologista quanto o oftalmologista são treinados para lhe dizer quais são os mais adequados.

Existem linhas de maquilhagem antialérgicas e de excelente qualidade que proporcionam proteção. Estas têm a particularidade de evitar reações adversas, pois não contêm elementos irritantes, mas são feitos de vegetais.

A FDA (Food and Drug Administration dos EUA) recomenda armazenar esses produtos abaixo de 85 graus Fahrenheit para evitar a deterioração dos conservantes.

Independentemente do tipo de tinta para os olhos que usa, deve removê-la completamente à noite. É neste período que as células se regeneram mais. Desde que cumpra as medidas preventivas, pode maquilhar-se livremente, sem sofrer de doenças oculares.


Artigos Relacionados

Opiniones de Clientes en Lentes de Contacto 365
Apesar do elevado número de encomendas, todos os pedidos estão a ser expedidos com normalidade. Saiba mais »