• Nº1 na Opinião dos Clientes
  • Poupe até 50% face às óticas de rua
  • Envio Rápido 24h a 48h
  • -20% Óculos de Leitura

Apoio ao Cliente
Apoio ao Cliente

Os melhores exercícios oculares para cuidar da sua visão

Uma vida saudável passa por fazer exercício leve ou moderado, adaptado às particularidades de cada pessoa, bem como à etapa da vida em que se encontra.

Quando falamos de exercícios, pensamos em músculos e articulações, no entanto, é provável que também se pense em exercícios destinados a melhorar uma área do cérebro, para uma boa mobilidade, ou para uma melhor atenção ou o pensamento lateral. Apesar de o cérebro não ser um músculo, existem exercícios para ele, conhecidos como reabilitação cognitiva.

Seria excelente que existissem também exercícios visuais para os músculos oculares, bem como uma tabela de exercícios de terapia visual para realizar em casa. E se lhe disséssemos que existem sim, exercícios oculares e que funcionam?

O que são os exercícios oculares e para que servem?

Exercícios oculares para cuidar da visão

De facto, existem exercícios para a vista e exercícios para os olhos que melhoram alguns problemas visuais. Para que não hajam deceções, é importante conhecer o que se pode esperar do treino ocular.

Em primeiro lugar, os exercícios oculares não corrigem as correções visuais, ou seja, não curam nem aliviam a miopia, o astigmatismo ou a hipermetropia porque não chegam a modificar a forma do olho. A par disto, também as melhoras em doenças que afetam o nervo ótico ou a retina não são de se esperar. Relativamente à presbiopia, ainda que existam exercícios de foco que podem melhorar nos estágios iniciais, não são suficientes para deter o envelhecimento biológico dos olhos.

Então, para que servem estes exercícios oculares? Para melhorar problemas de visão relacionados com a convergência visual (capacidade para que ambos os olhos trabalhem de maneira conjunta a curta distância), até certo ponto com a acomodação (focar e desfocar a diferentes distâncias) e com a binocularidade (capacidade de integrar duas imagens em uma só no cérebro).

Dito mais simplesmente, os exercícios para os olhos podem melhorar problemas leves e moderados relacionados com o estrabismo em crianças e problemas de olho preguiçoso. Inclusive, podem mesmo chegar a corrigir estes problemas, se as terapias forem aplicadas em idades mais jovens.

Também existem exercícios oculares que aliviam a fadiga visual, a sensação de cansaço e perda de nitidez que experienciamos de passarmos várias horas a fazer uso de uma acuidade visual importante.

Exercícios oculares para cuidar da visão?

Pestanejar

Rápidos, para combater a secura ocular caso não tenhamos disponíveis lágrimas artificiais, e lentos ao acordar, para melhorar a adaptação à luz e fortalecer os músculos oculares, bem como a circulação sanguínea da zona.

Massagens oculares

Com muita suavidade. Caso se sinta fadiga visual pode experimentar-se fechar os olhos e pressionar as pálpebras fechadas com as pontas dos dedos durante dois ou três segundos para melhorar a circulação.

Exercícios de foco ou acomodação

Consistem em ir focando a diferentes distâncias. Pode usar-se o próprio dedo ou um objeto, e vai-se movendo de perto para longe e vice-versa.

Ao início, quando se coloca o dedo muito perto dos olhos poderá sentir-se enjoo e visão dupla, mas com repetição contínua durante alguns minutos por dia, essas sensações irão minimizar-se, de maneira a que só apareçam quando realmente se tenha o dedo colocado na vertical a tocar na ponta do nariz.

À medida que o treino avance, estas mudanças de foco poderão ser efetuadas com maior rapidez, que permitirá certo alívio nas etapas iniciais da presbiopia.

Movimento dos olhos com cabeça imóvel

De forma semelhante aos exercícios de foco, mas movendo um objeto ou o próprio dedo em diferentes zonas do campo visual, melhora-se a tonificação dos músculos oculares e pode mesmo sentir-se alivio, caso se sofra de enjoos ou vertigens.

Quando se tenha dominado este exercício, pode ser combinado com os exercícios de foco para um maior grau de dificuldade. Quando se tenha dominado este exercício, pode ser combinado com os exercícios de foco para um maior grau de dificuldade.

Exercícios para relaxar a tensão no pescoço

Não são exercícios oculares, mas podem ajudar com a fadiga visual e prevenir dores de cabeça.

Benefícios dos exercícios oculares

Os exercícios oculares corrigem alguns problemas de visão, como já verificamos, mas ajudam também a atrasar alguns aspetos do envelhecimento dos músculos oculares e podem fazer parte da chamada reabilitação vestibular, que ajuda bastantes pacientes afetados por vertigens.

Em combinação com outros exercícios simples no pescoço e ombros, os exercícios para os olhos podem prevenir muitas dores de cabeça, especialmente dores de cabeça tensionais e causadas por fadiga ocular.

Ou seja, os exercícios oculares servem tanto para corrigir alguns problemas de visão quanto para aliviar o desconforto relacionado aos olhos secos ou ao uso contínuo de dispositivos digitais e, como se isso não bastasse, integram-se noutras terapias de reabilitação que nos ajudam a melhorar a nossa saúde em geral. São simples de executar e não têm efeitos secundários, desde que não se pressione com muita força a massagem ocular.

Como se pode ver, verifica-se que existe uma ginástica para os olhos que tem um impacto positivo na visão e na qualidade de vida. Tal como acontece com a ginástica cerebral, tem os seus limites e não é útil no alívio de muitas doenças, mas faz maravilhas para alguns problemas desconfortáveis que podem na verdade levar a outros problemas de visão. Como se não bastasse, são exercícios simples, que são feitos em poucos minutos e que não farão mal. O pior que pode acontecer é que eles não resultem, num caso que seja mais do que moderado e em que também seja necessário fazer intervalos visuais ou usar lágrimas artificiais.

Qualquer ótico ou oftalmologista confirmará os benefícios reais da prática continuada de exercícios para os olhos. Alguns até funcionam, mesmo que sejam feitos apenas quando sentir desconforto, como é o caso do piscar rápido para lubrificar os olhos.

Em todo caso, é importante lembrar que os exercícios para os olhos não impedem o uso de óculos ou lentes de contacto para correções visuais, nem impedem doenças graves como a degeneração macular. Portanto, para manter uma boa saúde ocular, devem ser feitos check-ups regulares.


Artigos Relacionados

Pesquisa

Temas
Conforto superior ao longo de todo o mês com as Lentes Hydrasense Lentes de Contacto

Top 10 artigos

Top 10
Olhos Secos e Sensiveís com BioNatural Líquidos
Opiniones de Clientes en Lentes de Contacto 365
Apesar do elevado número de encomendas, todos os pedidos estão a ser expedidos com normalidade. Saiba mais »