• Nº1 na Opinião dos Clientes
  • Poupe até 50% face às óticas de rua
  • Envio Rápido 24h a 48h
  • -20% Óculos de Leitura

Apoio ao Cliente
Apoio ao Cliente

10 Dicas para Cuidar da Visão Diariamente no Inverno

Não é estranho que durante o inverno tenha o aquecimento de sua casa, trabalho e carro muito alto para manter o calor do corpo. No entanto, não se esqueça que esta forma de se proteger do frio é muitas vezes prejudicial para os olhos.

Isto ocorre porque os sistemas de ar não só secam o ambiente, mas também o globo ocular. A evaporação excessiva da lágrima faz com que experiencie uma sensação de ardência, queimadura ou corpo estranho por dentro, já aconteceu consigo?

Cuidar da Visão Diariamente no Inverno

Se já teve problemas de olho seco anteriormente, notará mais quando o vento soprar diretamente no seu rosto. Os primeiros sintomas são: vermelhidão, irritabilidade e secreção, que podem causar situações futuras mais graves.

É importante não esfregar a área afetada e ir ao oftalmologista se apresentar estes sinais. O médico fará um exame para perceber o que se está a passar. Uma vez determinado, dará as indicações correspondentes para aliviar o desconforto e evitar que isto aconteça novamente.

Impacto da radiação solar no inverno

Outro erro comum nesta temporada é acreditar que a radiação do sol é menos prejudicial do que a do verão. Na realidade, este não é o caso, por isso é necessário que continue se protegendo, especialmente se praticar algum desporto de montanha ou de alta altitude, como ski ou alpinismo.

A luz do sol também pode prejudicar os seus olhos mesmo se estiver num local nublado ou muito frio, pois a nebulosidade não impede completamente a passagem dos raios ultravioleta (UV). Além disso, estes refletem a neve causando brilho.

De acordo com o estudo Solar Global UV 2003 da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 90% da radiação passa por nuvens que não são tão densas. Por sua vez, a neve limpa é capaz de refletir 80% da luz, causando queimaduras solares.

Além disso, a intensidade UV é maior quando a distância entre a superfície da Terra e o nível do mar é maior. Cuidar de si é simples, neste artigo contamos 10 maneiras de o fazer para que o clima desta estação do ano não afete a sua saúde.

1. Lubrifique os olhos com lágrimas artificiais

Manter o sistema visual lubrificado é essencial para evitar a secura ocular. Lembre-se de que o ar quente que sai dos aquecedores, aliado ao uso excessivo das telas do computador ou do telemóvel, tende a ressecá-lo.

Se já tem esta condição caracterizada por baixa produção natural de lágrimas, provavelmente sente uma dor forte. Poderá até ter ulcerações e infeções se não cuidar adequadamente de si mesmo.

Os colírios servem para hidratar a superfície ocular, fornecendo a quantidade de líquido que não é produzido naturalmente. Algumas pessoas precisam aplicar gotas várias vezes ao dia e outras apenas uma vez, mas é o médico quem o determina.

2. Use dispositivos humidificadores

Fazer medições no ambiente interno é igualmente importante. Recomenda-se o uso de humidificadores para aumentar a humidade do ar. Desta forma, evitará que o ambiente quente e seco prejudique a sua visão.

Estes dispositivos emitem vapor de água para equilibrar o estado húmido de espaços fechados, como a casa ou o local de trabalho. Alguns funcionam com ventiladores, vibrações ultrassónicas ou vaporizadores, mas todos têm a mesma função.

O seu uso permitirá que tenha uma corrente de ar adequada e confortável, além de prevenir circunstâncias adversas. Por exemplo, doenças respiratórias causadas por vírus, bactérias e outros microrganismos.

3. Use óculos de sol para se proteger

Estes óculos são tão essenciais em dias ensolarados como em dias frios. A radiação solar é mais forte no inverno e altos níveis de energia podem danificar a retina. Por esta razão, é aconselhável usá-los quando expostos ao ar livre.

Pessoas de olhos claros são mais sensíveis, então devem se proteger um pouco mais. Tente usar óculos de sol de alta qualidade que bloqueiem os raios UV enquanto filtram a luz visível.

Certifique-se que leva óculos escuros consigo se for a lugares onde há neve. Nesses ambientes, a luz do sol é refletida produzindo brilho, e o brilho intenso causa dores de cabeça relacionadas com a visão.

4. Use óculos de proteção

Se é uma pessoa que gosta de atirar bolas de neve ou esquiar, acostume-se a usar óculos de proteção. Não seria incomum que uma gota de água ou cristal de gelo entrasse no olho por acidente.

Aqueles com duas camadas evitam que o interior embacie e atrapalhe a visão. Existem modelos completamente fechados, que impedem a entrada de luz e vento, oferecendo maior proteção.

As armações são geralmente feitas de plástico, o que é conveniente, pois as de metal esfriam dependendo da temperatura existente. Se estiver com lentes de contacto colocadas, evitará que elas fiquem sujas e causem irritação ou infeção.

5. Mantenha hábitos de higiene

Durante o inverno, episódios de constipação ou gripe são comuns. Estas condições geralmente causam corrimento nasal e lacrimejo constante. Se passar as mãos nos olhos sem as lavar, podem infetar.

Esfregá-los não alivia a sensação de areia, pelo contrário, piora. A conjuntiva provavelmente ficará inflamada e desenvolverá conjuntivite ou queratite. Desinfete bem as mãos antes de tocar nos olhos.

Também não é uma boa ideia compartilhar toalhas de mão, lenços de papel, máscara de pestanas ou pincéis de maquiagem com outras pessoas. Caso alguma delas tenha uma infeção ocular, pode contaminá-lo também.

6. Coloque compressas húmidas

Em vez de esfregar os olhos quando eles começarem a picar ou a arder, coloque uma compressa morna e húmida sobre as pálpebras por alguns minutos. Isso diminuirá o incómodo desagradável e poupará a sua preocupação.

Caso tenha algo dentro, aplique algumas gotas de colírio para que o líquido varra e junto com o pestanejar, o limpe. Se o atrito persistir, deve ir a um oftalmologista para remover o que está a causar o dano.

Fazê-lo por conta própria seria um erro porque existe o perigo de ferir a córnea. Se pressionar com muita força, os vasos sanguíneos que circundam a parte branca rompem e, consequentemente aparece uma mancha vermelha.

7. Pestaneje com frequência

Quando olha para algo por vários minutos, pestaneja com menos frequência. Isso também conta como uma causa de olhos secos e contribui para o agravamento da condição oftalmológica em questão.

Isso, somado à baixa humidade que prevalece em ambientes frios com aquecimento, é muito prejudicial. Aumentar conscientemente o número de vezes que pestaneja ajuda a estimular as glândulas lacrimais para que não sequem.

É um acto simples, mas eficaz, pois permite que continue com lubrificação na forma de lágrimas. Para fazê-lo corretamente e evitar a visão turva, os oftalmologistas recomendam fechar completamente as pálpebras.

8. Hidrate-se bem

Outra forma de combater esse problema, principalmente no inverno, é beber bastantes líquidos para se manter hidratado. Por vezes, a secura oftálmica é um sinal de que o corpo não tem água suficiente.

A desidratação desequilibra o equilíbrio fisiológico dentro do sistema visual e está relacionada com o aparecimento de certas doenças. Entre estes a catarata, glaucoma, descolamento do humor vítreo e uveíte.

Beber as quantidades de água recomendadas mantém a mucosa húmida e alivia o desconforto causado por tais patologias. Ainda reduz a inflamação e faz com que os olhos pareçam mais brilhantes e saudáveis.

9. Faça uma pausa nas telas electrónicas

No verão as pessoas costumam sair à noite, mas quando chega o frio do inverno voltam para casa mais cedo. A maioria está confinada em ambientes fechados e isso significa passar mais tempo a usar o computador e outras ferramentas digitais.

Permanecem lá a maior parte do dia, sem contar as horas em que veem televisão, trabalham em frente à tela do computador ou verificam mensagens nos telemóveis e tablets. A exposição excessiva afeta a função do pestanejar e, portanto, a visão.

É aconselhável é focar-se em atividades que não exijam tanto o uso destes dispositivos. Se isso não for possível, aplique a regra 20-20-20, que é desviar o olhar desses objetos a cada 20 minutos e olhar para outros 6 metros de distância (20 pés), por 20 segundos.

10. Faça um exame oftalmológico atempado

Não espere a estação fria chegar para ir ao oftalmologista. Agende uma visita com o seu médico para verificar se apresenta algum dos sintomas citados, se precisa de alterar a graduação dos seus óculos ou de outro tratamento.

Na consulta, poderá esclarecer todas as dúvidas que tiver sobre como se deve cuidar. Por exemplo, qual é o filtro de lente mais adequado para si, que tipo de lágrimas artificiais precisa e quais os alimentos deve incluir na sua dieta para promover a visão.

Exames periódicos permitem que patologias oculares sejam detetadas em estágios iniciais e tratadas com mais hipóteses de sucesso. Idealmente, deve fazer um check-up médico a cada seis meses ou um ano, dependendo da sua idade e condição de saúde. Pergunte ao oftalmologista o que mais indicado.


Artigos Relacionados

Pesquisa

Temas
Conforto superior ao longo de todo o mês com as Lentes Hydrasense Lentes de Contacto

Top 10 artigos

Top 10
Olhos Secos e Sensiveís com BioNatural Líquidos
Opiniones de Clientes en Lentes de Contacto 365
Apesar do elevado número de encomendas, todos os pedidos estão a ser expedidos com normalidade. Saiba mais »