• Nº1 na Opinião dos Clientes
  • Poupe até 50% face às óticas de rua
  • Envio Rápido 24h a 48h
  • -20% Óculos de Leitura

Apoio ao Cliente
Apoio ao Cliente

Síndrome de Charles Bonnet: O que é? Existe tratamento?

Se uma pessoa lhe disser que vê pessoas onde você não vê nada ou que encontra animais a cada passo e ninguém mais se depara com eles, você pode pensar que essa pessoa usou algum tipo de droga ou que sofre de uma doença mental. Mas e se o seu avô, que é cego, lhe disser isso? Pode ser Síndrome de Charles Bonnet.

Sindrome de Charles Bonnet

O que é a síndrome de Charles Bonnet

Charles Bonnet ouviu o seu avô, que sofria de cataratas, contar histórias sobre visões. Como é que isso poderia ser possível se ele estava perto da cegueira? Ele começou a investigar e descobriu a doença, ou melhor, a síndrome que tem o seu nome.

Quando uma pessoa sofre de alucinações, deve sempre consultar um médico. As causas podem variar desde o consumo de alguma droga, o efeito colateral de um medicamento ou a exposição a um veneno como Esporão-do-centeio, até alterações neurológicas, incluindo tumores que podem afetar tanto o nervo ótico quanto o próprio olho ou o cérebro. Claro, se uma causa imediata não for detetada, um psiquiatra também deve ser consultado. Mas quando a pessoa está ciente de que o que vê não é real e tem problemas de acuidade visual, é provável que o paciente sofra da Síndrome de Charles Bonnet (CBS).

Causas e diagnóstico

Uma pessoa com visão normal transforma os raios de luz visíveis que atingem a retina em sinais elétricos que o cérebro interpreta como imagens. Mas se alguém tem uma diminuição severa na acuidade visual devido a doenças como degeneração macular relacionada com a idade, glaucoma ou retinopatia diabética, o cérebro depara-se com um dilema e pode optar por resolvê-lo completando os sinais que recebe.

Com o tempo, ocorrem mudanças histológicas e as áreas responsáveis por receber estímulos podem diminuir o seu limiar de resposta. O resultado é uma grande variedade de alucinações visuais: alguns pacientes veem padrões de linhas e pontos, outros acreditam que estão a ver pessoas ou até dragões! Para maior consternação, as alucinações podem-se manifestar paradas ou em movimento.

Para diagnosticar a síndrome de Charles Bonnet, não é suficiente que uma pessoa com doença ocular grave tenha alucinações visuais. O diagnóstico desta síndrome é feito excluindo-se doenças neurológicas, psiquiátricas, doenças de Parkinson, efeitos colaterais, consumo de estupefacientes ou intoxicações ambientais.

Tratamento da síndrome de Charles Bonnet

Como é curada a síndrome de Charles Bonnet? Infelizmente, não há cura. Em alguns casos, a frequência das alucinações pode ser reduzida com lentes corretoras ou com uma cirurgia oftálmica restauradora, mas geralmente o tratamento da síndrome de Charles Bonnet baseia-se em tornar a vida das pessoas afetadas mais suportável e educar as suas famílias.

Em casos menos graves, colocar uma iluminação correta nas áreas onde as alucinações visuais ocorrem com mais frequência pode ajudar a torná-las menos recorrentes. De resto, é importante compreender que a pessoa afetada sofre muito porque tem consciência de que vê coisas que não existem mas o seu cérebro processa essas imagens. A consequência é que esses pacientes geralmente precisam de apoio psicológico ou psiquiátrico devido à ansiedade gerada por este quadro, que não vai desaparecer.

A adaptação às alucinações causadas pela síndrome de Charles Bonnet torna-se ainda mais complicada se considerarmos que muitos dos afetados são pessoas mais velhas que, embora mantenham as suas faculdades cognitivas, não conseguem aprender truques tão rápido como quando o mesmo acontece a alguém mais jovem. É necessário aprender a distinguir o que é real e o que não é para evitar acidentes e apoiar para não cair na tentação do isolamento social.

Essas terapias de suporte são semelhantes às que são realizadas com alguns pacientes com esquizofrenia que sofrem de alucinações, mas são capazes de entender o que vêem, essas pessoas desconhecidas por exemplo, não conseguem. Uma coisa é dizer e outra é colocar-se no lugar da pessoa afetada.

Existem alguns pacientes que conseguem afugentar as alucinações em poucos segundos com um piscar rápido ou com exercícios visuais que incluem olhar para os lados, para cima e para baixo e depois fixam-se alternadamente na alucinação, fechando finalmente os olhos. Esses exercícios são ensinados a todos os pacientes afetados, embora nem sempre sejam eficazes. Mas, se funcionarem, é um atalho para controlar as alucinações.

Enquanto as faculdades cognitivas do paciente forem preservadas, este poderá realizar o exercício que o ajuda a discernir entre imagens reais e alucinações. Este treino geralmente dura entre um e dois anos. Após esse período, continuará a ter alucinações ocasionais, mas não serão tão frequentes ou traumáticas.

E até que a pessoa afetada pela Síndrome de Charles Bonnet pode valer-se perfeitamente sozinha, as pessoas à sua volta devem ser compreensivas se pedir para ser acompanhada na rua com medo de uma reação imprevista ou se pedir para matarmos aquele inseto que sobe pela parede. Lembre-se de fornecer uma boa iluminação em toda a casa onde mora o doente e, se possível, que os locais de lazer que frequenta também tenham luzes brancas dispostas de forma estudada. Caso contrário, pode ser preferível evitar a mesa de canto da pastelaria e mudar para uma com vista para a rua.

A síndrome de Charles Bonnet só desaparece nas fases iniciais em que o problema de visão pode ser resolvido com umas lentes ou com cirurgia. Por exemplo, nos casos de cataratas, o problema da grave falta de acuidade visual pode ser eliminado assim que começam as primeiras alucinações visuais, de modo a que o cérebro não execute o processo de forma tão recorrente. É um problema que atinge 15% das pessoas funcionalmente cegas, quase todas com idade avançada.


Artigos Relacionados

Pesquisa

Temas
Conforto superior ao longo de todo o mês com as Lentes Hydrasense Lentes de Contacto

Top 10 artigos

Top 10
Olhos Secos e Sensiveís com BioNatural Líquidos
Opiniones de Clientes en Lentes de Contacto 365
Apesar do elevado número de encomendas, todos os pedidos estão a ser expedidos com normalidade. Saiba mais »